Jornal Médico

Vamos falar sobre asma?
DATA
29/12/2016 11:21:33
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Vamos falar sobre asma?

A asma, conhecida desde a Antiguidade, é ainda pouco valorizada, frequentemente não diagnosticada e muito mal tratada. Com gravidade variável afeta a vida de muitos portugueses.

Mas conhece a asma? Sabe que é uma doença crónica que tem controlo? Sabe que muitos asmáticos não sabem como avaliar a sua doença? E afinal, o que é o controlo? É não ter sintomas diurnos nem noturnos, ter uma vida produtiva, física e psiquicamente ativa, não ter crises mas saber como tratá-las, necessitar de pouca medicação de alívio, é ter uma função pulmonar tão normal quanto possível.

De facto, quem “sofre” de asma, efetivamente sofre. Em muitos casos, das crianças aos adultos, apenas existe medicação durante as crises, ou algum tempo logo a seguir, mas é grave ter a sua qualidade de vida afetada: consegue correr? Rir? Dorme bem? Subir escadas é possível? E quando se constipa? O que é que deixa de fazer por ser asmático? E os seus filhos? Já agora, sabe se é asmático?

Existem métodos, para além das essenciais consultas médicas, que permitem determinar o controlo da asma: questionários de autoavaliação e provas funcionais respiratórias complementam-se na avaliação e caracterização da doença. Mas diz-nos a experiência que tais metodologias não são conhecidas pela maioria dos asmáticos e, no entanto, já fizeram muitas análises e exames...

A evicção alergénica, associada à promoção de estilos de vida saudáveis (atenção ao tabaco e outros poluentes, cuidado com os ácaros, os pólenes e os fungos da atmosfera, praticar exercício, seguir uma dieta mediterrânica...), é integrada no uso de medicamentos. Se uma medicação de controlo, prolongada, é frequentemente necessária, algo que tem de estar sempre presente é a medicação de crise, pois 1/3 dos casos que têm desfechos fatais tinham asma ligeira mas a medicação de crise não estava disponível.

A asma é um importante problema de saúde, afetando um milhão de portugueses de todos os grupos etários. Ela está na Sociedade, entre os nossos amigos, na nossa família.

Fale com os profissionais de saúde. Informe-se, controle-se. Tenha uma vida sem limitações devidas à inflamação crónica das vias aéreas que se denomina asma. Do diagnóstico deve partir para o controlo assente em educação, evicção alergénica e terapêutica farmacológica. E é fundamental que a doença seja gerida em conjunto pela equipa de saúde, pelo asmático e pelos seus conviventes.

Conheço a asma desde a infância. A propósito do Dia Mundial da Asma, a Associação Portuguesa de Asmáticos propõe-lhe que a venha conhecer melhor nestas páginas.

Registe-se

news events box