Jornal Médico

Asma: a vulnerabilidade na sétima arte
DATA
29/12/2016 17:09:54
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Asma: a vulnerabilidade na sétima arte

São habitualmente fracos ou detentores de pouca coragem. A vulnerabilidade é a marca das personagens asmáticas e parece ser difícil fugir a este estigma. Munem-se da sua bomba em situações de crise – porque parecem só ter asma em situações de crise – e descarregam nela toda a raiva que têm dentro de si.

“A mão que embala o berço” é disso exemplo. Filmado em 1992, Claire Bartel (Anabella Sciorra) é a personagem principal, duplamente vitimizada na trama: pelo enredo (que a conduz até ao plano de vingança da ama, Peyton Flanders) e pela asma.
As situações que despoletam o descontrolo da sua doença são de extrema pressão. Na primeira, Claire é uma mulher grávida nas mãos de um ginecologista que ultrapassa os limites éticos; na segunda, desconfiada de uma possível relação extraconjugal do seu marido, tem uma crise asmática ao desmascarar a situação numa festa de aniversário surpresa. “A mão que embala o berço governa o mundo”, da autoria de Abraham Lincoln, é a máxima deste filme repleto de suspense e é afirmada pela ama, nemésis de Claire.
Em “Encurralada”, de 2002, a personagem de Dakota Fanning é Abby, uma criança asmática que é raptada. Por ser filha de milionários, os sequestradores profissionais Joe (Kevin Bacon) e Chery Huckey (Courtney Love) veem neste desaparecimento a oportunidade certa de obter dinheiro fácil e rápido, uma vez que o resgate deverá ser liquidado no prazo máximo de 24 horas. A pressão da falta de medicação da criança aumenta a tensão vivida pelo casal Jennings.
O medo de admitir a doença não é esquecido pela sétima arte. No filme “Goal – o sonho impossível” é contada a história de Santiago Munez, jovem oriundo de uma família com dificuldades económicas que cruza ilegalmente a fronteira entre os Estados Unidos da América e o México. Apesar da vida difícil, os seus dotes futebolísticos não passam ao lado de Glen Floy, ex-jogador e ex-olheiro do Newcastle United Football Club que o encontra de passagem por Los Angeles para visitar a filha. Após faltar à primeira oportunidade oferecida, Glen faz uma nova proposta que implica uma deslocação a Inglaterra. Com o apoio da avó, Santiago reúne o dinheiro necessário para a viagem. No encontro com Erik Dornhelm, treinador do Newcastle, o jovem talento esconde sofrer de asma. A inveja do colega de equipa, Hughie, leva-o a destruir o seu inalador antes de uma partida contra o Manchester United, decisiva para a sua estadia por aquelas paragens. Após má prestação nesse jogo, é dispensado. Quis o destino que, ao abandonar a cidade, cruzasse caminho com Gavin Harris, talento da mesma área que se torna no seu melhor aliado, intercedendo por si, e tornando-o uma estrela. Uma história que termina bem por existir compreensão por parte dos outros.

A Asma vista por Hollywood

As memórias de Marine, de Hiromasa Yonebayashi (2015)
Crazy, de Jean-Marc Vallée (2005)
Crueldade Intolerável, de Ethan e Joel Coen (2003)
Há horas felizes, de Nora Ephron (2000)
Hellraiser: Hellworld, de Rick Bota (2005)
Hitch, A cura para o homem comum, de Andy Tennant (2005)
Mulher fatal, de Brian de Palma (2002)
O Despertar, de Nick Murphy (2011)
O Jogo dos Espíritos, de Marcus Adams (2002)
Os Goonies, de Richard Donner (1985)
Pesadelo em Elm Street 4, de Renny Harlin (1988)
Segredo ardente, de Andrew Birkin (1988)
Sinais, de M. Night Shyamalan (2002)
The Minus Men, de Hampton Fancher (1999)
Treacle Jr., de Jamie Thraves (2010)
Ultravioleta, de Kurt Wimmer (2006)
Um dia de cão, de Sidney Lumet (1975)
Unidos para Vencer, de Aaron Norris (1992)

Registe-se

news events box