Jornal Médico Grande Público

João Moura Reis é o novo presidente do conselho directivo
DATA
04/11/2013 01:30:00
AUTOR
Jornal Médico
João Moura Reis é o novo presidente do conselho directivo

O médico de família João Moura dos Reis foi escolhido para novo presidente do conselho directivo da Administração Regional de Saúde do Algarve e Miguel Madeira e António Esteves são os vogais nomeados


Médico de família, João Moura Reis integrou a Missão Para a Reforma dos Cuidados de Saúde Primários e integra, actualmente, o Secretariado Nacional do Sindicato Independente dos Médicos

Versão integral apenas disponível na edição impressa

O médico de família João Moura dos Reis foi escolhido para novo presidente do conselho directivo da Administração Regional de Saúde do Algarve e Miguel Madeira e António Esteves são os vogais nomeados, de acordo com fonte do Ministério da Saúde.

A Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (CReSAP) enviou no passado dia 31 para o Governo as propostas de nomeação para presidente e vogais da Administração Regional de Saúde (ARS), do Algarve e, segundo fonte do Ministério da Saúde, o nome escolhido para presidente da ARS Algarve é João Moura dos Reis e os vogais são António Esteves Miguel Madeira, este último mantendo-se no cargo.

As propostas resultantes do concurso público para presidente e vogais da ARS englobaram "três candidatos para cada cargo" e os nomes dos candidatos foram enviados pela CReSAP à tutela "por ordem alfabética", explicou fonte da CReSAP.

A selecção de um dos três nomes coube "única e exclusivamente", à respectiva tutela, acrescentou Carlos Pires, das relações públicas da CReSAP.

O concurso público para o cargo de presidente do conselho directivo da ARS Algarve abriu a 25 de Setembro, o encerramento das candidaturas decorreu até ao passado dia 08 de Outubro e a CReSAP recebeu 13 candidaturas.

O presidente do conselho directivo da ARS Algarve, que agora termina o seu mandato, Martins dos Santos, apresentou a 12 de Julho deste ano a sua demissão ao ministro da Saúde.

A demissão surgiu depois da criação do novo Centro Hospitalar do Algarve (CHA), um modelo que engloba as três unidades hospitalares da região: Faro, Portimão e Lagos.

O procedimento do concurso público para o cargo de presidente do conselho directivo foi classificado como "urgente" e de "interesse público" e por esse motivo não houve "lugar à audiência de interessados".

 

Saúde Pública

news events box

Mais lidas

1
6
1