Jornal Médico Grande Público

Francisco George avança: “Temos uma reserva de 200 mil doses de vacinas a utilizar em caso de necessidade”
DATA
19/04/2017 11:25:09
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Francisco George avança: “Temos uma reserva de 200 mil doses de vacinas a utilizar em caso de necessidade”

O diretor-geral da Saúde adiantou, na sequência do caso de morte devido a uma infeção pelo vírus do sarampo, estar a ser criada uma barreira à sua propagação, mas sobretudo prevenir a doença, de forma particular as crianças em idade escolar e pré-escolar.

Reforçando a ideia de que não existe, em Portugal, uma situação de epidemia, Francisco George explica que todo o trabalho está a ser desenvolvido em parceria com “o Ministério da Educação, as agências centrais, o Instituto Nacional Doutor Ricardo Jorge (INSA), o Infarmed, a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), na perspetiva de controlar e de evitar um cenário pior, focalizando o trabalho na prevenção”.

Em declarações à estação televisiva SIC Notícias, o diretor-geral de Saúde adiantou ainda que vão ser introduzidas “medidas concretas que têm de ser tomadas com apoio, socialmente aceites por todo os cidadãos, nomeadamente o trabalho conjunto com os serviços do Ministério da Educação”.

Recordando que as crianças podem e devem ser imunizadas, Francisco George afirmou que não há problemas relativamente às quantidades disponíveis de vacinas, uma vez que há ainda uma reserva estratégica de 200 mil doses de vacinas a administrar em caso de necessidade e que Portugal continua a ser exemplo a nível europeu, ideia reforçada pelo ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes. O número de casos notificados de infeção pelo vírus do sarampo – 21 - não aumentou desde sexta-feira.

Registe-se

news events box

Mais lidas

2
2