Jornal Médico Grande Público

Novo hospital da Madeira é tema a abordar entre secretário regional e ministro da Saúde

O secretário regional da Saúde da Madeira vai reunir-se esta sexta-feira, em Lisboa, com o ministro da Saúde para tratar da questão da construção do novo hospital da Madeira.

Pedro Ramos falava aos jornalistas sobre a visita de trabalho de três dias que está a realizar a Lisboa para contactar também com várias entidades na área do medicamento e das telecomunicações, esta última com vista à implementação de uma linha de saúde para apoio e encaminhamento do utente na Região.

Para o encontro com o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, o governante adiantou que serão abordados “dois temas cruciais”, nomeadamente “a concretização e passos para o novo hospital” da Madeira.

“Vamos sugerir [ao ministro] que faça pressão no sentido de que a primeira reunião com o grupo de trabalho que envolve elementos do ministério da Saúde e das Finanças nacional, e da secretaria regional [da Madeira] a Saúde e Equipamento, para que possa ter lugar, para darmos mais passos para a concretização do novo hospital.”

O novo hospital da Madeira é um projeto estimado em 340 milhões de euros, tendo o Governo da República assumido o compromisso de comparticipar em 50%.

O outro tema que Pedro Ramos vai debater com o ministro da Saúde é “a possibilidade de a Madeira poder ficar com desconto de 10% na aquisição de novas moléculas”.

Sobre as reuniões que manteve hoje com os responsáveis do Infarmed (Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde), o responsável madeirense destacou a “concretização da via verde”.

“O protocolo já foi enviado para o Infarmed, será analisado e, provavelmente, será assinado na Madeira até ao final do ano”, anunciou.

Pedro Ramos considerou que esta medida “é uma mais-valia”, porque vai permitir que deixem de haver faltas “nos medicamentos mais usados” na região.

Ainda mencionou que “foi desbloqueada uma verba para que o Serviço Regional de Saúde” madeirense possa fazer a sua candidatura para implementar o centro de farmacovigilância.

Outra das reuniões que Pedro Ramos manteve em Lisboa foi com a Portugal Telecom, a “operadora que municia todo o equipamento informático dos serviços para entidades do ministério da Saúde, no sentido da transformação digital” que o Governo Regional pretende “implementar a partir de 2018 no Sesaram”.

Segundo o governante insular, o objetivo é facilitar o acesso dos utentes com os novos sistemas de informação, o que passa pela sua adaptação à “realidade regional”.

Registe-se

news events box

Mais lidas