Jornal Médico Grande Público

ARS Norte apela à adoção de medidas preventivas para combater gripe
DATA
28/12/2017 17:39:02
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


ARS Norte apela à adoção de medidas preventivas para combater gripe

A Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) apelou à população para que adote medidas preventivas para combater possíveis situações de gripe e recorra, preferencialmente, aos centros de saúde e só depois aos hospitais.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da ARSN, Pimenta Marinho, falou em “procura aumentada” neste período de festas e garantiu que “os hospitais e centros de saúde têm conseguido dar resposta”, reforçando o apelo para que a população adote medidas preventivas.

“Os hospitais e os centros de saúde mostram que são capazes de responder a uma procura aumentada. Mas salientamos os conselhos de que usem agasalhos e bebam bebidas quentes. A proteção individual e maiores cuidados ajudam a superarmos com tranquilidade esta época festiva”, disse o responsável.

Pimenta Marinho adiantou que os centros de saúde e unidades de saúde familiar (USF) da região Norte estarão abertos nos dias 31 de dezembro e 1 de janeiro com “reforço de profissionais e de locais disponíveis para atendimento. Já no dia 2, os serviços “funcionarão em pleno”.

A ARSN também apelou ao recurso da linha telefónica SNS24 – 808 24 24 24 – para um contacto telefónico prévio que “ajude o utente a decidir se deve deslocar-se ao centro de saúde ou ao hospital”.

“O local próprio para atendimento são os centros de saúde e USF e não o hospital porque a ida para hospital dificulta o atendimento a quem de facto necessita de atendimento hospitalar prioritário e/ou urgente”, apontou o presidente da ARSN.

Pimenta Marinho falou, ainda, nos planos de contingência da gripe elaborados para as unidades da região Norte: “A primeira preocupação que tivemos foi fazer uma vacinação maciça contra a gripe. Temos bons números de aplicação de vacinas, mas ainda temos algumas disponíveis pelo que continuamos a aconselhar as pessoas a vacinarem-se”, disse.

Por fim, esta entidade deu nota de que está programada, ao nível dos cuidados de saúde primários, a abertura de espaços para atendimento de situações agudas e garantiu “atenção especial” aos cuidados continuados integrados.

Saúde Pública

news events box

Mais lidas

1
6
1