Jornal Médico Grande Público

Eutanásia: Movimento cívico pede aos partidos para não avançarem com despenalização
DATA
09/02/2018 11:01:51
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Eutanásia: Movimento cívico pede aos partidos para não avançarem com despenalização

O movimento cívico STOP eutanásia entregou ontem, na Assembleia da República, uma carta aberta em que apelam aos grupos parlamentares para que não avancem com qualquer lei para despenalizar a morte medicamente assistida.

Na carta, assinada por 190 profissionais de saúde, o movimento apela ao parlamento, que, em breve, vai iniciar o debate sobre vários projetos de lei, para que “a eutanásia não tenha que ser proclamada como um direito”.

No texto, os profissionais de saúde consideram que é “dever de toda a sociedade, e também do legislador, lutar por proporcionar todos os meios necessários para se cuidar e tratar dos mais idosos, dos doentes oncológicos, dos doentes crónicos, dos portadores de deficiência e dos doentes neurodegenerativos”.

Além disso, recordam que a eutanásia é “uma violação grave da ética médica, sendo repetidamente condenada pela Associação Médica Mundial” e pedem que se respeite a Constituição Portuguesa e a Declaração Universal dos Direitos do Homem.

Registe-se

news events box

Mais lidas