Jornal Médico Grande Público

Semana Mundial da Alergia 2018 dedicada à dermatite atópica
DATA
19/04/2018 14:02:30
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Semana Mundial da Alergia 2018 dedicada à dermatite atópica

A Organização Mundial de Alergia (WAO) volta a organizar a Semana Mundial da Alergia, que decorre de 22 a 28 de abril, juntamente com as sociedades nacionais que a integram, este ano dedicada ao tema: “Dermatite atópica – quando a pele dá comichão e inflama”.

A dermatite atópica (DA), também conhecida como eczema atópico, é a doença inflamatória crónica cutânea mais comum e é caracterizada por uma pele xerótica e pruriginosa. Pode afetar todas as idades, mas o início da doença é mais frequente no grupo etário abaixo dos cinco anos de idade. A prevalência da DA na população em geral estima-se entre os dois e os cinco por cento e em cerca de 15% nas crianças e adolescentes.

Pode haver uma progressão natural das doenças alérgicas que frequentemente têm início precoce, conhecida como “marcha atópica”. A DA está muitas vezes associada a outras patologias alérgicas como a alergia alimentar, rinite polínica e asma em indivíduos que têm uma hipersensibilidade alérgica ou atopia.

“Devido à importância que a alergia pode desempenhar na DA, é indispensável que seja obtido um diagnóstico preciso e que haja seguimento por um alergologista ou dermatologista. Na maior parte dos indivíduos atópicos, muitas vezes diagnostica-se primeiro a DA, habitualmente em crianças, nos primeiros meses e anos de vida. A intervenção precoce pode ajudar a prevenir ou modificar a marcha atópica”, refere a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC), em comunicado conjunto com a WAO, enviado às redações.

Durante a Semana Mundial da Alergia 2018, especialistas médicos nesta área vão informar o público em geral, bem como a restante comunidade médica, tendo como foco o cuidado otimizado do doente, mas também considerando os aspetos económicos da doença.

“A DA é um importante assunto de saúde pública devido ao seu impacto na qualidade de vida e ao encargo socioeconómico que lhe está associado”, sublinha o presidente da WAO e médico do Hospital Quironsalud Bizkaia de Bilbao (Espanha), Ignacio J. Ansotegui.

Saúde Pública

news events box

Mais lidas