Jornal Médico Grande Público

Prémio ISPA 2018 distingue investigação sobre reações das mulheres com cancro da mama
DATA
16/05/2018 15:29:39
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Prémio ISPA 2018 distingue investigação sobre reações das mulheres com cancro da mama

O Prémio ISPA 2018 foi entregue, hoje, à investigadora Catarina Ramos, de 31 anos, pela tese de doutoramento sobre as reações das mulheres com cancro da mama, o que pode implicar mudanças no apoio psicológico hospitalar.

A presente investigação desenvolveu e implementou uma intervenção psicoterapêutica em grupo, entre 2012 e 2016, com 205 mulheres portuguesas, de cinco hospitais diferentes, diagnosticadas com cancro da mama não-metastático.

O estudo teve como objetivo potenciar a perceção de crescimento pós-traumático após o confronto com o cancro da mama. Por sua vez, a intervenção em grupo mostrou eficaz no aumento da perceção de crescimento individual, ao longo do tempo, entre 6 e 12 meses.

Outros resultados deste trabalho de investigação sugerem ainda que a perceção da doença e do stress, a par de fatores cognitivos individuais, podem predizer uma perceção mais positiva da experiência de doença.

“Mais do que uma superação do cancro, ocorre uma transformação psicológica e social na vida de uma sobrevivente, que pode ser potenciada por intervenções como esta”, refere a investigadora.

Em suma, este estudo concluiu que é pertinente a aplicação de intervenções em contexto hospitalar, que visem a compreensão não só dos aspetos negativos, mas também dos aspetos positivos que podem estar bastante presentes no dia-a-dia destas mulheres. A intervenção em grupo potência a reconstrução cognitiva, a expressão emocional e a perceção de crescimento individual após a doença oncológica.

O Prémio ISPA visa distinguir jovens investigadores (até aos 35 anos) em Psicologia e Ciências do Comportamento, com um grau académico concluído nos últimos cinco anos e que já tenham publicado um artigo em revista científica internacional de qualidade.

news events box

Mais lidas