Jornal Médico Grande Público

OM: “O país perdeu hoje um herói nacional, o herói do SNS”
DATA
21/05/2018 16:50:27
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


OM: “O país perdeu hoje um herói nacional, o herói do SNS”

A Ordem dos Médicos (OM) afirma que António Arnaut foi sempre um defensor acérrimo do Serviço Nacional de Saúde (SNS), devendo-se a ele não só “a génese do SNS”, mas também a “sua defesa continuada em diversas circunstâncias”.

Foi através de uma nota de pesar, enviada às redações, que a OM lamentou a morte do “pai” do SNS, António Arnaut, que morreu hoje em Coimbra, aos 82 anos.

“Personalidade de caráter íntegro e conhecimento profundo do nosso sistema de saúde, António Arnaut manteve-se sempre intimamente envolvido com a organização do SNS e relevou sempre uma preocupação constante com a Saúde em Portugal”, pode ler-se na nota.

“Restituir ao SNS a sua dignidade constitucional e a sua matriz humanista” era o maior propósito do antigo ministro dos Assuntos Sociais e fundador do SNS.

Para a OM este mesmo propósito deve ser visto como “palavras próprias de um homem humilde que nos deixa um legado que o país deve e tem de saber honrar”.

No final da nota, a OM lamentou a perda de uma das figuras mais emblemáticas da Saúde em Portugal referindo que “o país perdeu hoje um herói nacional, o herói do SNS. A Ordem dos Médicos continuará a honrar o seu legado e a sua memória”.

Registe-se

news events box

Mais lidas