Jornal Médico Grande Público

FNAM continua à espera de respostas da tutela
DATA
23/05/2018 10:16:51
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



FNAM continua à espera de respostas da tutela

Após a greve nacional de três dias, realizada a 8, 9 e 10 de maio, os sindicatos médicos continuam à espera de respostas do Ministério Público.

Recorde-se que esta paralisação foi marcada na sequência da contínua recusa por parte da tutela em negociar com os sindicatos, que se arrasta há cerca de dois anos, tendo já motivado uma greve nacional de médicos em outubro-novembro de 2017.

Entre as reivindicações podem destacar-se a redução de 18 horas para 12 horas de trabalho em serviço de urgência e das listas de utentes por médico de família, de 1.900 para 1.500 utentes, bem como a negociação das carreiras e grelhas salariais, tendo por base o regime de 35 horas semanais.

Para a Federação Nacional dos Médicos (FNAM), “este é o Ministério que não salvaguarda o direito à saúde dos seus utentes nem o direito dos seus trabalhadores médicos a exercerem em condições condigna”.

Na nota enviada às redações, a FNAM pede a todos os médicos “que se mantenham firmes na sua postura e continuem a denunciar as arbitrariedades e ilegalidades que assistem no dia-a-dia”.

A FNAM revela ainda que, em conjunto com o Sindicato Independente dos Médicos (SIM), solicitou reuniões à tutela e aos grupos parlamentares mantendo a postura de abertura às negociações e de salvaguarda do SNS.

 

 

Saúde Pública

news events box

Mais lidas