Jornal Médico Grande Público

Contratações na Saúde para suprir passagem às 35 horas serão feitas em duas fases
DATA
20/06/2018 11:12:18
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Contratações na Saúde para suprir passagem às 35 horas serão feitas em duas fases

A contratação de profissionais de saúde para suprir as necessidades da passagem às 35 horas de trabalho semanais, a partir do dia 1 de julho, será feita em duas fases, revelou hoje o ministro da Saúde.

Na audição parlamentar que decorre, hoje, Adalberto Campos Fernandes garantiu que o Governo está “há muitos meses” a trabalhar no planeamento dos recursos humanos necessários para que seja possível que muitos enfermeiros, assistentes operacionais e técnicos de diagnóstico passem das 40 para as 35 horas de trabalho semanais, à semelhança do que já aconteceu com outra parte destes profissionais em 2016.

Segundo o ministro da Saúde, as contratações vão decorrer numa primeira fase em julho e numa segunda fase em setembro e outubro.

“Está fechado o plano. Iremos ter uma contratação muito significativa”, afirmou o Adalberto Campos Fernandes, em reposta ao deputado do PSD Ricardo Batista Leite, sem especificar quantos profissionais serão necessários.

Sobre os receios de falta de planeamento atempado destas contratações, o ministro indicou que também há dois anos foram traçados cenários semelhantes, tendo o sistema conseguido ajustar-se.

O ministro da Saúde vincou ainda que, para o Governo, as 35 horas “não são um capricho, nem um favor, nem uma benesse aos profissionais”, são antes “um reconhecimento do esforço, uma valorização do preço por hora e uma forma de dar algum descanso e alívio”.

Recorde-se que, esta semana, Adalberto Campos Fernandes garantiu que estava em curso um “plano de trabalho intenso” para definir os profissionais que são precisos contratar em cada unidade com a passagem às 35 horas semanais a partir de 1 de julho.

news events box

Mais lidas