Jornal Médico Grande Público

IPO de Coimbra: Maria Margarida Torres de Ornelas é a nova presidente
DATA
22/06/2018 10:08:22
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



IPO de Coimbra: Maria Margarida Torres de Ornelas é a nova presidente

Maria Margarida Torres de Ornelas é a nova presidente do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra, substituindo Carlos Santos, que passará a ser vogal executivo do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

Uma nota do Conselho de Ministros, ontem divulgada, dá conta destas nomeações e refere que, além de Maria Margarida Torres de Ornelas, o conselho de administração do IPO de Coimbra passa a ter como vogais executivos Ana Filipa Cardoso Pais, Luís Miguel Santos Filipe, Maria do Rosário Velez Reis e António João Mendes Moreira.

A informação do Conselho de Ministros refere igualmente que Carlos Manuel Gregório dos Santos foi nomeado para vogal-executivo no conselho de administração do CHUC, atendendo à vacatura do referido cargo por motivo de renúncia do anterior titular. Pedro Beja Afonso, que tinha ocupado o cargo, enveredou por uma carreira na administração hospitalar privada.

No passado dia 6 de junho, os diretores clínicos do IPO de Coimbra referiam que uma eventual substituição dos administradores implicaria “uma rutura e um recomeço indesejáveis”. Tendo “tomado conhecimento de que está em curso a substituição do conselho de administração” da unidade regional do IPO, atualmente presidido por Carlos Santos, aqueles responsáveis manifestavam então “enorme preocupação” com esta mudança, “que parece ter subjacente uma eventual interpretação legislativa”.

Numa nota enviada à agência Lusa nesse dia, os diretores clínicos retomavam as preocupações e os argumentos de uma carta enviada, então há duas semanas, ao ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e à presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro, Rosa Reis Marques.

“A nomeação de um outro presidente, independentemente das suas características, implica uma rutura e um recomeço indesejáveis, que pode comprometer todas as expectativas que os profissionais acalentaram durante anos, que admitem merecer pelos resultados obtidos e que querem ver cumpridas”, afirmavam.

news events box

Mais lidas