Jornal Médico Grande Público

Ministro: 98% das camas do SNS não registaram instabilidade
DATA
06/07/2018 12:48:17
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Ministro: 98% das camas do SNS não registaram instabilidade

O ministro da Saúde afirmou que 98% das 21 mil camas existentes no Serviço Nacional de Saúde (SNS) não registaram qualquer instabilidade com a passagem às 35 horas de trabalho semanais.

“Se o hospital A ou B tem uma dificuldade concreta, não a desvalorizamos. Mas 21 mil camas não são oito, nove ou dez”, afirmou Adalberto Campos Fernandes, considerando que a esmagadora maioria dos hospitais está em situação de normalidade com a passagem das 40 para as 35 horas semanais.

Num debate sobre política de saúde, a pedido do PEV, o ministro da Saúde considerou que “apesar do alarmismo”, o Governo está “a fazer o trabalho que importa”.

De acordo com o Ministério da Saúde, até maio foram contratados 1.600 profissionais para suprir as necessidades da passagem de trabalhadores às 35 horas de trabalho semanais e vão ser contratados este mês mais dois mil.

Recorde-se que, há duas semanas no parlamento, Adalberto Campos Fernandes revelou que entre setembro e outubro iria realizar-se uma nova vaga de contratações. No entanto, esta quarta-feira, o ministro comprometeu-se apenas a fazer uma reavaliação das necessidades.

O PCP, PEV e BE questionaram o ministro da Saúde acerca da eventual contratação de mais profissionais de saúde depois do verão. Os partidos alegam que é necessário contratar, a partir de agora, cerca de seis mil trabalhadores e não apenas dois mil.

Saúde Pública

news events box

Mais lidas