Jornal Médico Grande Público

ADTI: Metade dos casos de cancro da tiroide continuam por diagnosticar
DATA
24/09/2018 11:56:31
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


ADTI: Metade dos casos de cancro da tiroide continuam por diagnosticar

Hoje assinala-se o Dia da Sensibilização para o Cancro da Tiroide e a Associação das Doenças da Tiroide (ADTI) fez questão de assinalar esta efeméride.

O cancro da tiroide é uma doença silenciosa responsável, anualmente, por 500 novos casos e 50 mortes. Em geral, as doenças da tiroide afetam mais de um milhão portugueses e 300 milhões de pessoas em todo o mundo.

O aumento de peso, a depressão, a falta de concentração, a falta de motivação, dificuldades para engravidar ou obstipação são apenas alguns dos sintomas associados à tiroide. No entanto, estes acabam por ser confundidos com outras doenças e contribuir para subdiagnosticação da doença.

Note-se que mais de 30% dos portugueses desconhecem os sintomas de disfunções da tiroide.

“Existindo uma prevalência de nódulos da tiroide na população geral, é crucial a deteção precoce desta patologia e realizar campanhas para esclarecer e informar, sobretudo as mulheres que apresentam 4-7 vezes mais alterações na tiroide do que os homens”, sublinhou a presidente da ADTI, Celeste Campinho, citada numa nota enviada ao Jornal Médico.

De acordo com a responsável da ADTI, “as doenças da tiroide têm tratamento. Contudo, quando não existe um diagnóstico precoce podem existir graves consequências, afetando o funcionamento dos outros órgãos e sistemas”.

As mulheres, particularmente entre os 20 e os 40 anos, são os grupos mais atingidos. No entanto, a partir dos 50 anos pode existir uma tendência para surgirem os problemas, existindo fases em que estão mais suscetíveis a esta doença, por exemplo, durante a gravidez.

“O cancro da tiroide tem habitualmente bom prognóstico, desde que diagnosticado atempadamente”, frisou Celeste Campinho.

Saúde Pública

news events box

Mais lidas

1
1