Jornal Médico Grande Público

OE 2019: Plataforma Saúde em Diálogo critica ausência de estatuto do cuidador informal
DATA
18/10/2018 16:36:07
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


OE 2019: Plataforma Saúde em Diálogo critica ausência de estatuto do cuidador informal

A Plataforma Saúde em Diálogo criticou o facto do Orçamento do Estado para o próximo ano (OE 2019) não contemplar qualquer previsão financeira para avançar com o estatuto do cuidador informal.

“Não obstante estar demonstrado que negligenciar os cuidados informais põe em causa o sucesso das políticas sociais e de saúde, a verdade é que, quem tem poder de decisão, continua a ignorar esta evidência”, denuncia a presidente da Plataforma Saúde em Diálogo, Rosário Zincke, que agrega 47 associados, sobretudo associações de doentes.

Para garantir os direitos dos cuidadores informais em Portugal é fundamental a aprovação de um estatuto formal que regulamente os direitos e deveres dos mesmos, como reconhece o Relatório da European Social Policy Network/ESPN sobre os “Desafios dos Cuidados de Longa Duração em Portugal”.

De acordo com o relatório, a aprovação do estatuto do cuidador informal “é crucial na medida em que trará bases mais estáveis para discutir a sustentabilidade financeira, especialmente porque o trabalho realizado pelos cuidadores informais pode ser estimado como representando mais de 2% do PIB – Produto Interno Bruto”.

Recorde-se que, no passado mês de março, a Plataforma Saúde em Diálogo entregou ao Governo e à Comissão Parlamentar do Trabalho e da Segurança Social uma “Proposta de Estatuto do Cuidador Informal.

Saúde Pública

news events box

Mais lidas