Jornal Médico Grande Público

Conferências CUF 2018 reuniram cerca de 200 participantes em Viseu
DATA
27/11/2018 11:01:36
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Conferências CUF 2018 reuniram cerca de 200 participantes em Viseu

As Conferências CUF 2018 com o tema “Diabetes, o Presente e o Futuro”, foram promovidas pelo Hospital CUF Viseu e Academia CUF, nos dias 16 e 17 de novembro, no Hospital CUF Viseu, e receberam cerca de 200 participantes, o que surpreendeu positivamente a Comissão Organizadora.

De acordo com o administrador do Hospital CUF Viseu, Gonçalo Marcelino, o balanço destas jornadas foi bastante positivo, uma vez que ficaram marcadas por uma abordagem multidisciplinar e uma notável adesão, o que comprova o interesse dos profissionais de saúde nesta temática.

“Volvidos dois anos e meio após a abertura do hospital, é com grande satisfação que vemos o sucesso e a aceitabilidade que temos tido quer por parte quer da população de Viseu, quer da população da região, quer dos vários parceiros, nomeadamente da Câmara de Viseu, que foi desde o primeiro momento um parceiro muito relevante na concretização do projeto”, sublinhou o responsável.

Para o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, “a chegada do Hospital CUF Viseu é claramente o consolidar de um cluster na área da Saúde de grande vitalidade”, o que ficou comprovado com os números apresentados durante a conferência. Ao longo dos dois anos e meio de existência, o hospital realizou cerca de 100 mil consultas e quatro mil cirurgias.

Luís Costa Matos, Presidente das Jornadas, destacou a importância de trazer a diabetes para o debate e dotar os profissionais de saúde de novos conhecimentos.

“Na véspera destas jornadas, optámos por fazer um pequeno curso, intitulado «Contagem de Hidratos de Carbono», para que os profissionais de saúde possam utilizar esse conhecimento junto dos seus doentes diabéticos”, explicou.

Lembrando que a diabetes afeta 13% da população adulta em Portugal, Luís Costa Matos considerou que “é fundamental mudar a dieta e os estilos de vida”, até porque para o especialista “a prevenção é o melhor remédio”.

Saúde Pública

news events box

Mais lidas

4