Jornal Médico

“Tenho uma família muito ‘tu cá, tu lá’” onde falamos sobre tudo. Nunca tive medo dos ‘temas difíceis’ em casa”
DATA
04/10/2017 14:50:08
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

“Tenho uma família muito ‘tu cá, tu lá’” onde falamos sobre tudo. Nunca tive medo dos ‘temas difíceis’ em casa”

Os portugueses lembram-se dela da série televisiva “Super Pai”, mas ela cresceu. 

Atriz e youtuber, Sofia Arruda esteve à conversa com o Jornal Médico Grande Público para partilhar a sua experiência pessoal e, claro, falar dos planos para o futuro. O seu canal de YouTube é querido pelas jovens portuguesas, que lá podem encontrar uma espécie de alter ego que criou, a #manamaisvelha onde temas como a contraceção são abordados sem tabus.

 

 JORNAL MÉDICO GRANDE PÚBLICO | És atriz e youtuber e os portugueses têm acompanhado o teu trabalho ao longo dos anos. Como é que alias o teu papel de figura pública com a possibilidade de causar algum impacto social positivo?

Sofia Arruda | Independentemente da minha profissão ajo em conformidade com os meus valores morais. Simplesmente, escolhi utilizar as plataformas que tenho ao meu dispor para tentar influenciar de uma forma positiva quem acompanha o meu trabalho. 

 

JMGP | Nos teus vlogs, criaste a hashtag #manamaisvelha para falar de “temas difíceis”. Porque é que sentiste a necessidade de falar de assuntos que, por vezes, são tabus, quer na sociedade em geral, quer no mundo das youtubers?

SA | Porque eu sou uma mana mais velha na vida real. Às vezes, sou só para a minha irmã, outras vezes para os meus amigos e amigas. Sou atenta ao que se passa à minha volta e tento ajudar de alguma forma. A #manamaisvelha nasceu assim, da vontade de ajudar tirando dúvidas, chamando a atenção para determinados temas que às vezes são “difíceis” de abordar em casa.

 

JMGP | Na tua opinião, quem é que está mais à vontade no tema da contraceção: rapazes ou raparigas?

SA | Acho que são as raparigas. Tenho ideia que os rapazes assumem que só existe o preservativo e a pílula como métodos contracetivos, sendo que a pílula é inteiramente responsabilidade da mulher. Falar sobre o tema? Acho que não existe essa conversa entre os rapazes.

 

Sofia Arruda 02JMGP | Foste uma das caras conhecidas do Dia Mundial da Contraceção, onde o tema-chave era “A liberdade começa agora”. Na tua vida e escolhas pessoais, quais consideras ser as principais vantagens da contraceção de longa duração?

SA | Acho que a maior vantagem é não existir a questão do dia e da hora certa. Para mim era uma dor de cabeça! Podem pensar que “se lavas os dentes todos os dias, colocas a pílula ao lado da escova e tomas”. Seria realmente fácil se não tivesse que ser tomada sempre à mesma hora e se eu usasse sempre a mesma casa de banho, mas eu passo a vida a viajar e tanto gravo à noite como de dia. Nunca lavo os dentes à mesma hora nem no mesmo local. Por isso dá-me uma grande liberdade não ter esta preocupação.

 

JMGP | Ao longo da tua adolescência sentiste medo de tirar dúvidas sobre a tua sexualidade com pais, amigos ou médicos?

SA | Tenho uma família muito “tu cá, tu lá” onde falamos sobre tudo. Nunca tive medo dos “temas difíceis” em casa. Talvez por isso também tenha querido dar às outras pessoas essa oportunidade através da #manamaisvelha. Assim que tive as primeiras menstruações e percebi que não eram regulares, dirigi-me ao centro de saúde da minha zona com a minha mãe e fui a uma consulta de planeamento familiar. Aconselharam-me uma pílula fraquinha. Mais tarde, quando quis iniciar a minha vida sexual, marquei novamente uma consulta com a minha médica e pedi-lhe que me indicasse qual o melhor método.

 

JMGP | Com que frequência consultas o teu ginecologista?

SA | Uma vez por ano e, por norma, junto as análises anuais a essa consulta.

 

JMGP | Para as jovens que nos leem, quais são os conselhos que deixas para quem quer viver a sua sexualidade com segurança?

SA | Em primeiro lugar, vão ao médico. Escrevam todas as dúvidas no papel e questionem tudo. Sem vergonha! Não há idades para fazer perguntas. Eu ainda hoje as faço e tenho 29 anos. E também não há perguntas parvas nem desnecessárias. Se não tens a certeza, questiona!  E depois, mesmo que usem o método contracetivo mais indicado para vocês, usem sempre, sempre o preservativo também! As doenças existem e não escolhem rostos nem classe social!

 

JMGP | Quais são os teus projetos pessoais e profissionais a breve prazo (um ano)?

SA | O projeto pessoal mais empolgante do momento é, sem dúvida, o meu casamento! Profissionalmente tenho vários projetos em mãos, de entre os quais o meu canal do youtube. Também ando a gravar uma novela da TVI que tem data de estreia prevista para meados de novembro. E estou a fazer o espetáculo “Mais respeito que sou tua mãe” protagonizado pelo ator Joaquim Monchique. Vai estar em cena no Porto em setembro e outubro e depois volta a Lisboa em novembro.

Registe-se

news events box

Mais lidas