Jornal Médico

Imagem 720*435
DATA
01/05/2016 18:17:00
AUTOR
Jornal Médico
Cláudia Vieira: A mudança começa hoje

O seu exemplo é o de um estilo de vida saudável e nem os dias agitados, entre a profissão e a maternidade a fazem descurar. Desde cedo que Cláudia Vieira, de 37 anos, esteve rodeada por um estilo de vida saudável, mais ligado ao campo, onde a variedade de frutas e legumes foi sempre uma certeza que lhe marcou os dias e que transpôs para a vida adulta. “Cresci numa quinta na zona de Loures e isso fez com que a minha alimentação tivesse sempre presentes muitos legumes, diferentes tipos de frutas e sopa em todas as refeições”, recorda a atriz confessando que “gostava de apanhar frutos diretamente das árvores e de comer saladas às refeições. Sei que isto fez a diferença pelo meu estilo de vida saudável”.

Mãe da pequena Maria, de seis anos, desde cedo que lhe incute os bons hábitos alimentares que adquiriu desde os primeiros anos de vida, junto dos pais e irmãos. "Preocupa-me que a minha filha tenha este tipo de educação. Para alguém que não esteja habituado a este estilo de vida é mais complicado, o que não justifica não lutarmos por isso, não nos ‘obrigarmos’ a optar por uma salada ou uma sopa. A partir do momento em que aprendemos a gostar já não sabemos viver de outra forma!", explica Cláudia Vieira.

Adepta da atividade física e com uma beleza invejável, não nega o gosto pelos doces e revela que a sua preocupação com a alimentação equilibrada é feita “de uma forma muito tranquila e ponderada”: as frutas, os legumes e as sopas são peças fundamentais à sua mesa.

“Com o ritmo acelerado da nossa vida profissional do dia a dia é muito fácil esquecermo-nos de nós próprios, de praticar exercício com regularidade ou de manter hábitos saudáveis. Tenho sempre umas bolachas ou um snack que possa comer mas não trago comigo refeições previamente preparadas. Para mim é uma política de vida”, conta.

Inserida no meio artístico, é fácil ouvir a palavra “dieta” todos os dias, rigidez de um conceito que desvaloriza. "A dieta não tem só a ver com a perda de peso, temos de ter uma preocupação de comer de forma variada", esclarece.

Numa mensagem de incentivo às pessoas cujas vidas já foram irrompidas pela Insuficiência Cardíaca, Cláudia Vieira sublinha que "é necessária muita força de vontade”.

Mais do que a atuação na doença, a atriz reforça a atitude ao longo da vida, considerando ser de extrema importância “controlarmos a nossa saúde, o estado em que estamos, fazermos análises e testes a intolerâncias alimentares, por exemplo, para percebermos como é que o nosso corpo está a reagir a cada alimento".

E conclui: “É essencial praticar exercício e não sermos sedentários. Não podemos deixar para amanhã, da mesma forma que também não deixamos de comer, de acordar ou de dormir hoje.”

Registe-se

news events box