Coração saudável caminha pela vida
DATA
19/06/2008 14:23:53
AUTOR
Jornal Médico
Coração saudável caminha pela vida

O Núcleo de Doenças Cardiovasculares e Diabetes do Centro de Saúde de Vila Flor, organizou no passado dia 28 de Maio uma caminhada, subordinada ao lema Coração saudável caminha pela vida”

 

O Núcleo de Doenças Cardiovasculares e Diabetes do Centro de Saúde de Vila Flor, organizou no passado dia 28 de Maio uma caminhada, subordinada ao lema Coração saudável caminha pela vida” A iniciativa registou a adesão entusiástica da população, que veio para a rua, juntando-se aos profissionais do centro de saúde numa corrida pelo coração

 

A caminhada de Vila Flor inseriu-se no âmbito das diversas acções de educação para a saúde, desenvolvidas junto das populações e promovidas pela Sociedade Portuguesa de Cardiologia no Mês do Coração. O objectivo é combater os factores de risco das doenças cardiovasculares, líderes absolutas em mortalidade e morbilidade na população portuguesa.

Vila Flor não é alheia à fria realidade dos dados nacionais, nomeadamente no que diz respeito a morte por AVC e enfarte do miocárdio. Daí que o Núcleo de Doenças Cardiovasculares do centro de saúde, coordenado pelo médico de família Rainier Ramos Pinto, decidisse juntar-se às iniciativas do Mês do Coração.

O projecto, que contou com o apoio da AstraZeneca, envolveu uma vasta equipa multidisciplinar – médico, enfermeiros, nutricionista e secretários clínicos – e a colaboração dos responsáveis da Câmara Municipal de Vila Flor e da Santa Casa da Misericórdia.

Este trabalho de parceria traduziu-se na elaboração e implementação de um importante conjunto de actividades que envolveu as áreas da nutrição, educação física, rastreio e controlo da glicemia, tensão arterial, peso e dislipidemia. O objectivo fundamental foi sensibilizar a população para a adopção de estilos de vida saudáveis. Nomeadamente, o combate à obesidade, tabagismo e alcoolismo, e a promoção de uma alimentação saudável, com a adopção de hábitos e estilos de vida correctos.

O coordenador do projecto conta que o programa Coração saudável caminha pela vida arrancou às nove em ponto do dia 28. Começou com a distribuição de t-shirts, bonés alusivos à iniciativa e panfletos informativos às centenas de participantes que previamente se tinham inscrito no centro de saúde.

Os “atletas” concentraram-se junto da Câmara Municipal. Ao lado do edifício, na Unidade Móvel de Saúde, os técnicos de enfermagem fizeram o rastreio da tensão arterial, medição do peso, glicemia, colesterol e triglicéridos.

Posteriormente, deu-se início à caminhada até à barragem do Peneireiro.

Com a participação da equipa de fisioterapia e de professores de educação física, os participantes realizaram, então, um período de exercícios físicos moderados e controlados. Nessa altura, a organização forneceu aos participantes água e iogurtes líquidos, para recobrar forças e repor os níveis calóricos e de hidratação.

De regresso a Vila Flor, os atletas reuniram-se nas instalações do Centro Cultural, onde foi servido o almoço, preparado sob a orientação da nutricionista do centro de saúde.

Rainier Ramos Pinto dirigiu-se então aos participantes e às equipas coordenadoras do evento, lançando um apelo à população no sentido de adoptarem hábitos e estilos de vida saudáveis.

O programa terminou com um convívio onde não faltou a dança e a música, através da participação de um grupo recreativo e musical constituído por artistas residentes no concelho de Vila Flor.

MGF 2020-30: Desafios e oportunidades
Editorial | Gil Correia
MGF 2020-30: Desafios e oportunidades

Em março de 2020 vivemos a ilusão de que algumas semanas de confinamento nos libertariam para um futuro sem Covid-19. No resto do ano acreditámos que em 2021 a realidade voltaria. Mas, por definição, a crise é uma mudança de paradigma. O normal mudou. Importa que a Medicina Geral e Familiar se adapte e aproveite as oportunidades criadas. A Telemedicina, a desburocratização e um ambiente de informação, amigável flexível e unificado são áreas que me parecem fulcrais na projeção da MGF no futuro.

Mais lidas