Jornal Médico Grande Público

MF e governantes lusos debatem CSP no Brasil
DATA
18/09/2008 08:01:25
AUTOR
Jornal Médico
MF e governantes lusos debatem CSP no Brasil

O Secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro, participou no IV Seminário Internacional de Atenção Primária de Saúde, organizado pelo Ministério da Saúde brasileiro

 

O Secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro, participou no IV Seminário Internacional de Atenção Primária de Saúde, organizado pelo Ministério da Saúde brasileiro, que decorreu entre os dias 5 a 8 de Agosto, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

Em paralelo decorreram, também, a III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família e o III Concurso Nacional de Experiências em Saúde da Família, que levaram a Brasília cerca de seis mil participantes e mais de 3.500 trabalhos seleccionados, envolvendo dirigentes da saúde de todos os níveis (federal, estadual e municipal), representantes de associações e sociedades científicas, docentes e investigadores de universidades, agentes comunitários de saúde, auxiliares de consultório dentário, técnicos de higiene dental, enfermeiros, médicos, dentistas e outros profissionais que compõem as equipes de Saúde da Família. No Seminário Internacional de Atenção Primária de Saúde, participaram convidados de Inglaterra, do Canadá, da Bélgica, da Colômbia, do Chile, da Venezuela, do México, de Portugal, representantes da Organização Mundial da Saúde, da Organização Pan-Americana da Saúde, da WONCA – Europa.

Os 15 anos da implementação do programa Saúde Família e os trinta anos de Alma-Ata serviram de mote comum aos três eventos. O programa Saúde Família (PSF) iniciado em 1993 e que teve como grande impulsionador o ex-ministro da saúde brasileiro, Adib Jatene, criou um novo modelo de cuidados de saúde no Brasil, centrado em equipas multidisciplinares, responsáveis por cerca de quatro mil habitantes, que realizam acções de promoção da saúde, de prevenção e assistência, actuando ainda na recuperação e na reabilitação, compostas por um médico de família, um enfermeiro, um auxiliar de enfermagem e de seis a dez agentes comunitários de saúde, podendo ainda contar com um dentista, um auxiliar de consultório dentário e um técnico em higiene dental, abrangendo no ano de 2008, 88 milhões de brasileiros que são acompanhados por 28 mil equipas.

Na sessão de abertura, o Governo Português fez-se representar pelo Secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro. O Ministro da Saúde do Brasil, José Gomes Temporão, apresentou os objectivos a atingir até ao ano de 2010: o aumento da cobertura do PSF a mais 60 milhões de brasileiros; a implementação do PSF nas grandes áreas metropolitanas; a manutenção dos elevados níveis de qualidade no atendimento, enfantizando ainda a necessidade “deixar de ser refém do modelo de sistema de saúde centrado nos hospitais”. De acordo com o governante brasileiro, “o hospital é um espaço importante de cuidado, dentro de uma política mais ampla e que transcende o hospital. Essa é a grande questão que PSF nos ensina”.

 

Intercâmbio luso-brasileiro

No dia 8 de Agosto, pela manhã, Carlos Martins, médico de família, docente do Departamento de Clínica Geral da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e representante da Associação Portuguesa dos Médicos de Clínica Geral (APMCG), participou na mesa-redonda Acesso à Tecnologia, inovação e pesquisa na Atenção Primária de Saúde, integrada no programa do IV Seminário Internacional de Atenção Primária de Saúde, com uma apresentação sobre a Medicina Geral e Familiar (MGF) na Europa e em Portugal, dando a conhecer o modelo de especialização português e os princípios da reforma em curso nos nossos cuidados de saúde primários (CSP), com especial relevo à criação das unidades de saúde familiar.

No decorrer da visita, o Secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro, teve um encontro com o Ministro da Saúde do Brasil, José Gomes Temporão, na Embaixada de Portugal em Brasília, onde foram abordados projectos de desenvolvimento comum que serão aprofundados em futuros encontros entre os Ministérios da Saúde de ambos os países.

“Os governos brasileiro e português defendem que a questão da saúde é uma responsabilidade de Estado e que é necessário garantir o acesso de todos aos serviços públicos”, adiantou Manuel Pizarro aos jornalistas à saída do encontro com o governante brasileiro.

No último dia da visita a terras de Vera Cruz, o Secretário de Estado da Saúde teve ainda um encontro com a directora da Atenção Básica de Saúde (organismo dependente da tutela), Claunara Shillling Mendonça, onde foram abordados projectos de cooperação na área da MGF.

De salientar que Claunara Shilling Mendonça estará em Portugal por ocasião do 13º Congresso Nacional de Medicina Familiar e do 3º Encontro Luso-Brasileiro de Medicina Geral, Familiar e Comunitária.

Relatório Primavera: verdades e consequências
Editorial
Rui Nogueira
Relatório Primavera: verdades e consequências

“Ó Costa aguenta lá o SNS” foi o pedido de António Arnaut em maio do ano passado, poucos dias antes de nos deixar. Mas o estado da saúde em Portugal está mal ou bem ou vai indo? Está melhor ou pior? O SNS dá as respostas úteis às necessidades de saúde da população? O Relatório de Primavera ajuda a fazer interpretações fundamentadas.

news events box

Mais lidas