Jornal Médico Grande Público

Ana Jorge inaugura novas instalações em Almodôvar
DATA
30/07/2009 11:05:46
AUTOR
Jornal Médico
Ana Jorge inaugura novas instalações em Almodôvar

A ministra da Saúde inaugurou a nova sede do CS de Almodôvar, no Baixo Alentejo, bem como as instalações do SUB de Castro Verde...

A ministra da Saúde, Ana Jorge, inaugurou a nova sede do Centro de Saúde (CS) de Almodôvar, no Baixo Alentejo, bem como as instalações do Serviço de Urgência Básica (SUB) de Castro Verde.

A sede do CS de Almodôvar entrou em funcionamento a 2 de Junho de 2008, ocupando um terreno de 2.533 metros quadrados cedido pela autarquia local. Nele foi erguido um edifício de dois pisos (com área bruta de construção de 1.130 metros quadrados), no qual se enquadra uma unidade de prestação de cuidados de saúde com cinco gabinetes médicos, uma sala de tratamentos e outra de apoio a exames, um gabinete de enfermagem, entre outros espaços.

Esta também disponível uma unidade de cuidados na comunidade e saúde pública que dispõe de gabinete médico, gabinete de saúde ambiental, sala de movimento e reabilitação e áreas de serviço social.

No total e segundo números oficiais revelados pela Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARSA), terão sido investidos mais de um milhão e seiscentos mil euros na construção da nova unidade, um serviço actualmente informatizado a 100%, com os sistemas SAM e SAPE.

Esta renovação reveste-se de enorme importância para a região, embora uma quantidade considerável de cuidados prestados no CS de Almodôvar seja realizada fora da sede. De facto, a unidade de CSP conta com oito extensões em ambiente rural, num concelho com baixa densidade populacional e onde os utentes se encontram dispersos por extensas áreas geográficas.

Ana Jorge passou também - neste seu périplo por terras alentejanas - pelo SUB de Castro Verde, um equipamento que foi alvo de melhorias nas instalações físicas, orçadas em 95 mil euros (contou com financiamento originário do Quadro de Referência Estratégico Nacional - QREN).

Nesta unidade foram montados aparelhos de digitalização e telemedicina que, segundo a ARSA, possibilitam "a optimização do funcionamento do equipamento de radiologia". Foram também instalados equipamentos administrativos e clínicos, com destaque para um electrocardiograma compatível com telemedicina, material para imobilização e transporte de traumatizados e marcadores cardíacos. Todo este esforço foi feito a pensar na implementação, a nível regional, da nova Rede de Urgências/Emergências, que acabou por colocar fim ao antigo Serviço de Atendimento Permanente de Castro Verde

Para a entrada em funcionamento do SUB, tornou-se necessário à Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo assegurar os recursos humanos necessários à presença de dois médicos nas instalações, 24 horas por dia. Tal foi possível graças à contratação de 20 turnos médicos semanais. Verificou-se, igualmente, um reforço da Enfermagem, com a contratação de mais seis enfermeiros, assim como de três técnicos de Radiologia.

A ARSA espera que o SUB de Castro Verde se torne "o serviço de referenciação de primeira linha, para os casos de urgência/emergência ocorridos nos concelhos de Castro Verde, Aljustrel, Almodôvar, Ourique e parte de Mértola", num universo de aproximadamente 37 mil pessoas.

Relatório Primavera: verdades e consequências
Editorial
Rui Nogueira
Relatório Primavera: verdades e consequências

“Ó Costa aguenta lá o SNS” foi o pedido de António Arnaut em maio do ano passado, poucos dias antes de nos deixar. Mas o estado da saúde em Portugal está mal ou bem ou vai indo? Está melhor ou pior? O SNS dá as respostas úteis às necessidades de saúde da população? O Relatório de Primavera ajuda a fazer interpretações fundamentadas.

news events box

Mais lidas