Vila Real: Socialistas reivindicam curso de medicina para a UTAD
DATA
05/03/2010 08:28:35
AUTOR
Jornal Médico
Vila Real: Socialistas reivindicam curso de medicina para a UTAD

A UTAD, em parceria com o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), "tem excelentes condições para ver aprovada uma candidatura ao curso de Medicina", garantem os socialistas

O Partido Socialista (PS) do distrito de Vila Real reivindica a criação de um curso de Medicina na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), através de uma moção subscrita por autarcas, deputados e dirigentes locais, que será remetida ao Governo.

Os socialistas acreditam que a UTAD, em parceria com o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), "tem excelentes condições para ver aprovada uma candidatura ao curso de Medicina".

O presidente da Federação Distrital do PS de Vila Real, Rui Santos, garantiu que os autarcas, deputados e dirigentes, "tudo farão para que este objectivo estratégico, que ajudará ao desenvolvimento e progresso da região e país, seja uma realidade a curto ou médio prazo".

O responsável salientou que a "falta de médicos é uma realidade sentida pela população portuguesa e em particular pelos transmontanos e durienses". Por isso, defendeu que o ensino médico no distrito vai promover a fixação de profissionais na região e potenciar a valência escolar no centro hospitalar.

A ambição da UTAD de criar um curso de Medicina remonta a 1998, altura que o Governo de António Guterres escolheu a Covilhã para a instalação desta licenciatura.

No final de Dezembro de 2009, a academia transmontana, em parceria com um dos maiores grupos privado portugueses ligados ao ensino e saúde, a Cooperativa de Ensino Superior, Politécnico e Universitário (CESPU), entregou a candidatura para a criação de um curso de mestrado integrado à Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES).

A proposta vai no sentido de criar um mestrado de seis anos, com todos os ciclos dos tradicionais cursos de Medicina, destinando-se a alunos que terminam o 12º ano e se candidatam ao Ensino Superior. Rui Santos defende um curso "preferencialmente público" para a UTAD, mas "sem prejuízo" de agregar outras entidades de ensino, investigação ou saúde.

O dirigente considerou que a universidade consolidou, nos últimos anos, "uma estratégia conducente a um curriculum médico inovador", salientando a licenciatura em biologia, bioquímica, genética, biotecnologia ou engenharia biomédica.

Sublinhou ainda que o CHTMAD tem vindo a crescer e a aumentar a sua área de influência, tendo hoje quatro unidades hospitalares espalhadas por Vila Real, Chaves, Régua e Lamego, e uma unidade de cuidados continuados de convalescença em Vila Pouca de Aguiar.

Os socialistas querem que este projecto seja transversal à região e, por isso, convidam os líderes distritais do PSD, CDS-PP, BE, PCP e associações a subscreverem esta pretensão. A moção vai ser enviada aos ministérios da Saúde e do Ensino Superior.

Governação Clínica
Editorial | Joana Romeira Torres
Governação Clínica

O Serviço Nacional de Saúde em Portugal foi criado e cresceu numa matriz de gestão napoleónica, baseada numa forte regulamentação, hierarquização e subordinação ao poder executivo, tendo como objeto leis e regulamentos para reger a atividade de serviços públicos no geral, existindo ausência de regulamentação relativa à sua articulação com os serviços sociais e económicos.

Mais lidas