Metade não tem acessibilidade para deficientes
DATA
05/10/2011 06:10:55
AUTOR
Jornal Médico
Metade não tem acessibilidade para deficientes

O partido ecologista Os Verdes questionou, há dias, o Governo sobre a falta de acessibilidades para utentes com deficiências ou mobilidade reduzida nos centros e unidades de saúde portugueses, afirmando que em mais de metade faltam espaços adaptados

 

Texto integral só disponível na edição impressa

O partido ecologista Os Verdes questionou, há dias, o Governo sobre a falta de acessibilidades para utentes com deficiências ou mobilidade reduzida nos centros e unidades de saúde portugueses, afirmando que em mais de metade faltam espaços adaptados.

Numa pergunta dirigida ao Ministério da Saúde e divulgada à imprensa, o deputado José Luís Ferreira afirma que "num total de 2.056 centros de saúde e unidades de saúde a nível nacional, 1.102 não têm espaços adaptados para utentes com deficiências ou com mobilidade reduzida".

O deputado diz que "faltam elevadores, rampas, instalações sanitárias adaptadas e corredores largos que permitam passar cadeiras de rodas", salientando que as "situações mais complexas" ocorrem nos centros de saúde instalados em edifícios antigos

 

#sejamestrelas
Editorial | António Luz Pereira
#sejamestrelas

Ciclicamente as capas dos jornais são preenchidas com o número de novos médicos. Por instantes todos prestam atenção aos números. Sim, para muitos são apenas números. Para nós, são colegas que se decidiram pelo compromisso com os utentes nas mais diversas áreas. Por isso, queremos deixar a todos, mas especialmente aqueles que abraçaram este ano a melhor especialidade do Mundo uma mensagem: “Sejam Estrelas”.

Mais lidas