Jornal Médico Grande Público

APMGF e semFYC definem linhas de cooperação estratégica
DATA
30/12/2011 10:14:33
AUTOR
Jornal Médico
APMGF e semFYC definem linhas de cooperação estratégica

O desenvolvimento de projectos de investigação ibéricos, a cooperação ao nível da formação pré e pós-graduada e o envolvimento da SemFYC na Conferência da WONCA Europa 2014

 

Texto integral só disponível na edição impressa

O desenvolvimento de projectos de investigação ibéricos, a cooperação ao nível da formação pré e pós-graduada e o envolvimento da SemFYC na Conferência da WONCA Europa 2014, que será organizada pela Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, em Lisboa, foram alguns dos temas fortes da cimeira de Alicante. Em jogo está não só o desenvolvimento e a notoriedade da Medicina Familiar na península ibérica, mas também a adopção de linhas comuns no que diz respeito ao reforço de ambas as estruturas na WONCA Europa e WONCA Mundia

A cidade de Alicante foi o palco da última cimeira ibérica entre a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) e a Sociedade Espanhola de Medicina Familiar e Comunitária (SemFYC). Em 1 de Dezembro passado, no âmbito do congresso organizado pelo Núcleo de Doenças Cardiovasculares da SemFYC, as direcções das instituições representativas dos médicos de família portugueses e espanhóis reuniram-se para definir linhas de cooperação estratégica. Da agenda de trabalhos destacou-se a discussão de projectos de colaboração nas áreas da investigação e da governação clínica, formação pré e pós-graduada e relações internacionais.
Ao nível da investigação, salienta-se o interesse de Portugal e Espanha no desenvolvimento de uma rede de investigação no âmbito do projecto ESCARVAL, desenvolvido na Comunidade Valenciana. De acordo com o presidente da APMGF, João Sequeira Carlos, o projecto visa construir escalas de avaliação do risco cardiovascular nos países mediterrânicos: “as escalas adoptadas no Centro e Norte da Europa não são adequadas à realidade epidemiológica e biológica do Sul da Europa. Através do Projecto ESCARVAL, que irá contar com a participação e colaboração de Portugal, pretendemos construir escalas mais adequadas à realidade dos países do Sul”.

Relatório Primavera: verdades e consequências
Editorial
Rui Nogueira
Relatório Primavera: verdades e consequências

“Ó Costa aguenta lá o SNS” foi o pedido de António Arnaut em maio do ano passado, poucos dias antes de nos deixar. Mas o estado da saúde em Portugal está mal ou bem ou vai indo? Está melhor ou pior? O SNS dá as respostas úteis às necessidades de saúde da população? O Relatório de Primavera ajuda a fazer interpretações fundamentadas.

news events box

Mais lidas

Has no content to show!