Crise perturba o sono dos portugueses
DATA
01/04/2013 05:35:35
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Crise perturba o sono dos portugueses

Nos últimos tempos tem-se observado um aumento da prevalência de casos de depressão, ansiedades, de dificuldades de sono" entre os adultos, relacionados com a crise

Versão integral apenas disponível na edição impressa

 

"Nos últimos tempos tem-se observado um aumento da prevalência de casos de depressão, ansiedades, de dificuldades de sono" entre os adultos e quando se geram estes problemas relacionados com a crise, a tendência é que "perdurem durante algum tempo e se tornem uma doença crónica". O alerta é do presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono (APCMS), que veio a público, há dias, denunciar que as dificuldades económicas contribuem para o aumento dos casos de perturbações no sono, sobretudo ligadas a depressão ou situações de ansiedade.

Em declarações à Lusa, a propósito do Dia Mundial do Sono (que se celebrou, este ano, a 15 de Março), Miguel Meira e Cruz alertou ainda para o facto de a situação de crise, com a preocupação e ansiedade dos adultos aliada à falta de tempo, "está com certeza a ter consequências" também no sono dos miúdos e "é muito frequente os pais não se preocuparem em controlar os hábitos [de dormir] dos filhos".

"Há muitas crianças que, pela permissividade dos pais ou por doenças relacionadas [com o ato de dormir] estão privadas do sono e, por isso, desenvolvem patologias no âmbito da hiperactividade, problemas de desenvolvimento e crescimento", realçou o também investigador do Laboratório de Função Autonómica Cardiovascular da Faculdade de Medicina de Lisboa. Para ultrapassar o problema, há que explicar a pais e miúdos, a importância do sono, por exemplo, ao nível do desenvolvimento, explicando, por exemplo, que "a hormona do crescimento produz-se durante a noite, enquanto estão a dormir".

A quantidade de sono que um indivíduo adulto necessita diariamente para manter um nível de funcionamento adequado é variável. A maioria dos indivíduos necessita de dormir entre sete a nove horas por dia, mas há quem se sinta restabelecido após quatro a cinco horas de sono, e há quem necessite de dez horas.

Assim, considera-se que a quantidade de sono ideal para um indivíduo é o número de horas que esse indivíduo necessita de dormir para acordar física e psicologicamente recuperado. Períodos de sonolência diurna, irritabilidade ou diminuição da concentração e da produtividade podem ser sinais de sono insuficiente ou de má qualidade.

 

Perturbação do sono e acidentes rodoviários...

De acordo com os resultados de uma revisão bibliográfica publicada no início do ano pelo Centro Americano de Controlo e Prevenção de Doenças, estima-se que até 33% dos acidentes fatais nas autoestradas americanas estejam associados à sonolência dos condutores.

 "A tendência não parece ser muito diferente em Portugal e é absolutamente urgente reconhecer as causas responsáveis pela sonolência para atuar sobre elas e, neste contexto, tentar inverter a realidade atual, que é dramática", aponta Miguel Meira e Cruz.

O conjunto de indivíduos com risco aumentado de sonolência inclui os condutores comerciais, indivíduos que trabalham à noite ou por turnos, doentes com patologia do sono não controlada ou medicados com fármacos sedativos e, ainda, todos aqueles que não têm um sono adequado.

Na semana em que se evoca o Dia Mundial do Sono, a APCMS apoiou um conjunto de eventos de norte a sul do país, organizados com o objetivo de esclarecer a população sobre a importância do sono, os riscos associados à sua privação e aspetos práticos sobre como manter uma boa higiene do sono.

 

#sejamestrelas
Editorial | António Luz Pereira
#sejamestrelas

Ciclicamente as capas dos jornais são preenchidas com o número de novos médicos. Por instantes todos prestam atenção aos números. Sim, para muitos são apenas números. Para nós, são colegas que se decidiram pelo compromisso com os utentes nas mais diversas áreas. Por isso, queremos deixar a todos, mas especialmente aqueles que abraçaram este ano a melhor especialidade do Mundo uma mensagem: “Sejam Estrelas”.

Mais lidas