Jornal Médico Grande Público

Quatro ONG nepalesas dividem galardão
DATA
24/09/2013 06:53:13
AUTOR
Jornal Médico
Quatro ONG nepalesas dividem galardão

Este ano, o júri do prémio, decidiu distinguir o trabalho desenvolvido por quatro organizações não-governamentais nepalesas que se destacaram pelo trabalho que, diariamente, desenvolvem para solucionar os graves problemas oftalmológicos que afetam a população do Nepal

Prof. Ram Prasad Pokrel, Fundador do Nepal Netra Jyoti Sangh (NNJS); Dra. Salma KC Rai, Diretora do Lumbini Eye Institute; o Presidente da República; Leonor Beleza, Presidente da Fundação Champalimaud; Dr. Sanjay Sing, Diretor do Eastern Regional Eye Care Programme e Dr. Sanduk Ruit, Fundador e Diretor do Tilganga Institute of Ophthalmology.

 

Versão integral apenas disponível na edição impressa

 

Foram apresentados no passado dia 4, os vencedores da sétima edição do Prémio António Champalimaud de Visão.

Este ano, o júri do prémio, decidiu distinguir o trabalho desenvolvido por quatro organizações não-governamentais nepalesas que se destacaram pelo trabalho que, diariamente, desenvolvem para solucionar os graves problemas oftalmológicos que afetam a população do Nepal.

Em conjunto e num esforço colaborativo, os vencedores do Prémio António Champalimaud de Visão 2013 são responsáveis pela organização e prestação da maioria dos cuidados oftalmológicos prestados no Nepal, nomeadamente em termos de cirurgia das cataratas - uma das patologias mais frequentes - assumindo ainda um papel determinante na coordenação e formação dos profissionais que prestam cuidados clínicos na área da visão neste país.

Lançado em 2006, o Prémio António Champalimaud de Visão - atribuído anualmente e que conta com o apoio do programa «2020 - O direito à Visão» da Organização Mundial de Saúde - é o maior na área da visão com um valor de 1 milhão de Euros e pretende apoiar a luta contra a cegueira, em duas frentes: investigação de ponta e acções de prevenção e combate da cegueira no terreno, especialmente nos países em vias de desenvolvimento.

A cerimónia de entrega do prémio contou com a presença do Presidente da República.

 

Nepal Netra Jyoti Sangh

O Nepal Netra Jyoti Sangh (NNJS), uma das instituições premiadas, foi criado em 1978 com o objetivo de executar e coordenar um programa nacional de combate às doenças da visão no Nepal. Baseado num estudo pioneiro sobre a realidade dos problemas oftalmológicos que afetavam o país, realizado em conjunto com a Organização Mundial de Saúde entre 1980 e 1981, trabalhou para a definição dos objetivos e estratégias de prevenção e combate da cegueira evitável no Nepal. Atualmente orienta e coordena o trabalho desenvolvido em 14 hospitais locais e 60 centros de tratamento disseminados por todo o território Nepalês, assegurando que, mesmo nas comunidades mais remotas, as populações têm acesso a cuidados clínicos oftalmológicos de excelência de forma eficiente e com custos controlados.

A par da monitorização das várias instituições e programas de combate às doenças da visão em actividade no país, desenvolve ainda um importante trabalho no sentido de chamar a atenção para o problema, mobilizar recursos internos e externos e envolver a participação activa de toda a comunidade.

Para receber o prémio, esteve em Lisboa o Professsor Ram Prasad Pokhrel, oftalmologista e membro fundador do NNJS, que desempenha há mais de 40 anos um papel de destaque na definição e implementação das políticas nacionais de cuidados de saúde na área da visão. O seu contributo inestimável teve um reflexo directo no impacto social e económico que as doenças da visão têm actualmente na sociedade nepalesa.

No âmbito da rede criada pelo NNJS, foram também distinguidos pela Fundação Champalimaud, o Eastern Regional Eye Care Programme e o Lumbini Eye Institute.

 

Eastern Regional Eye Care Programme

O Eastern Regional Eye Care Programme é um programa de tratamento de doenças oftalmológicas implementado por dois hospitais - o Sagarmatha Choudhary Eye Hospital (Lahan) e o Biratnagar Eye Hospital - e oito clínicas satélite, que tem por missão oferecer serviços oftalmológicos acessíveis e de alta qualidade às populações da região leste do Nepal e norte da Índia. O Sagarmatha Choudhary Eye Hospital (SCEH) começou, em 1983, por ser uma pequena unidade oftalmológica com apenas 12 camas e tem actualmente mais de 400 camas, 5 clínicas satélite e cerca de 200 profissionais dedicados. O Biratnagar Eye Hospital (BEH) dispõe de 450 camas e 213 profissionais que procuram diariamente e desde 2006 chegar às populações mais carenciadas desta região do país.

 

Lumbini Eye Institute

O Lumbini Eye Institute desenvolve a sua atividade na região central e ocidental de Terai. Criado em 1983, este instituto é atualmente um dos casos de maior sucesso entre os centros oftalmológicos integrados no NNJS, nomeadamente pelo seu carácter autosuficiente que faz dele uma referência em todo o sul asiático. Com 215 camas, este hospital realiza diariamente entre 75 e 170 diferentes tipos de cirurgias aos olhos, um volume que o coloca na linha da frente no combate aos problemas de visão no Nepal.

 

Tilganga Institute of Ophthalmology

A quarta instituição a ver o seu trabalho reconhecido foi o Tilganga Institute of Ophthalmology. Este desenvolve a sua atividade primordialmente na região do Vale de Kathmandu e, através de programas específicos, nas comunidades montanhosas mais distantes e muitas vezes isoladas.

Criado em 1992 para colocar em prática o Nepal Eye Program, o Tilganga Institute of Opfthalmology é uma organização não-governamental sem fins lucrativos e que pretende ser um modelo para a investigação, prevenção e tratamento dos problemas de visão e uma referência na formação de profissionais de saúde provenientes de diversos países. Para além da prestação de cuidados avançados de excelência a doentes oftalmológicos a sua ampla acção estende-se também à gestão de um banco oftalmológico para fornecimento de córneas para transplante e ao fabrico do material necessário à realização das mais inovadoras operações às cataratas, nomeadamente lentes intraoculares de alta qualidade a baixo custo.

Sanduk Ruit, fundador e diretor do Tilganga Institute of Opfthalmology é um cirurgião oftalmológico de renome mundial e uma figura incontornável da sociedade médica nepalesa. Foi o primeiro médico nepalês a realizar implantes de lentes intraoculares na cirurgia de cataratas, tendo igualmente desenvolvido um método pioneiro para realizar procedimentos médicos oftalmológicos de elevada qualidade em locais remotos, de difícil acesso e em condições físicas adversas.

 

 

 

Saúde Pública

news events box

Mais lidas