Nota positiva para planos de emergência
DATA
19/10/2013 11:12:26
AUTOR
Jornal Médico
Nota positiva para planos de emergência

A nota do 190º simulacro realizado no IPO-Porto é positiva, concluindo-se por um lado que as atuações dos intervenientes se enquadraram com sucesso nas regras e procedimentos definidos pelo Plano de Emergência

Versão integral apenas disponível na edição impressa

 

Testar a operacionalidade do Plano de Emergência Interno e o Plano de Emergência Específico da Unidade de Cuidados Paliativos da Rede do IPO-Porto, activar o Suporte Avançado de Vida e operacionalizar os centros de informação e comunicação e o apoio psicossocial foram os objectivos do simulacro de incêndio realizado esta tarde, naquele serviço do Instituto, informou a instituição em comunicado. O incêndio deflagrou às 15h01, tendo sido contactados de imediato o Batalhão de Sapadores Bombeiros do Porto, o INEM e PSP, depois do alerta interno ter sido activado. Em menos de 30 minutos, os colaboradores da Unidade de Cuidados Paliativos foram colocados em segurança nos locais de refúgio, as três vítimas socorridas e o incêndio extinto.

A nota do 190º simulacro realizado no IPO-Porto é positiva, concluindo-se por um lado que as actuações dos intervenientes se enquadraram com sucesso nas regras e procedimentos definidos pelo Plano de Emergência do IPO-Porto. Por outro lado, este exercício permitiu treinar as comunicações entre os intervenientes (internos e externos) e verificar a operacionalidade dos equipamentos de detecção e de extinção de incêndios.

A rapidez das comunicações com a Central de Detecção e Aviso (CDA), pela rede telefónica interna (CT) e o Serviço de Ressuscitação, a eficácia das equipas de Primeira Intervenção/Evacuação na contagem dos resgatados e na assistência aos dois feridos graves, um deles com paragem cardiorrespiratória, e a um ocupante bloqueado pelo fumo, assim como os eficientes cortes de emergência realizados para garantir a segurança na intervenção foram os principais pontos positivos verificados no 10º simulacro no IPO-Porto, envolvendo Agentes da Proteção Civil.

 

 

 

 

Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro
Editorial | Conceição Outeirinho
Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro

O início da segunda década deste século, foram anos de testagem. Prova intensa, e avassaladora aos serviços de saúde e aos seus profissionais, determinada pelo contexto pandémico. As fragilidades do sistema de saúde revelaram-se de modo mais acentuado, mas por outro lado, deu a conhecer o nível de capacidade de resposta, nomeadamente dos seus profissionais.