População lança petição a exigir mais médicos
DATA
07/11/2013 23:09:50
AUTOR
Jornal Médico
População lança petição a exigir mais médicos

Petição pública exige mais médicos para o concelho e igualdade de tratamento no acesso aos serviços de saúde

 

A população de Salvaterra de Magos, no distrito de Santarém, lançou ontem uma petição pública a exigir mais médicos para o concelho e igualdade de tratamento no acesso aos serviços de saúde.

A petição, lançada pela Comissão de Utentes da Saúde do Concelho de Salvaterra de Magos (CUSCSV) e intitulada "Mais saúde no concelho de Salvaterra de Magos/Pelo Cumprimento da Constituição da República Portuguesa", visa levar o problema da falta de médicos no concelho a discussão na Assembleia da República.

Além desta iniciativa, a CUSCSV marcou uma manifestação/vigília de protesto em frente ao Centro de Saúde de Salvaterra de Magos para as 17:00 de 15 de Novembro, seguida de caminhada pela Estrada Nacional-118.

No documento, os peticionários alertam para o facto de "mais de metade da população do concelho de Salvaterra de Magos não ter médico de família", frisando que as extensões de saúde de Muge e Granho "estão encerradas há dois anos".

Segundo dados da CUSCSV, os 5.500 residentes nas localidades da Glória do Ribatejo, Granho e Muge estão sem médico e sem qualquer apoio na área da enfermagem.

Na freguesia de Marinhais há apenas um médico para os 6.500 utentes, enquanto em Foros de Salvaterra os 5.000 residentes também dispõem apenas de um clínico.

"Se a situação actual se mantiver e se nada for feito, em Janeiro vamos ter apenas três médicos para 22.500 utentes e tudo concentrado em Salvaterra de Magos. A população está revoltada e indignada com esta situação", frisou à agência Lusa, na semana passada, Nuno Antão da CUSCSV, após um plenário realizado na Casa do Povo de Glória do Ribatejo.

A petição pede à Assembleia da República que tome as devidas iniciativas, nomeadamente a de exigir ao Governo o "cumprimento da Constituição e demais legislação aplicável, por forma a assegurar a todos os munícipes do concelho de Salvaterra de Magos igualdade de tratamento no acesso e qualidade dos serviços de saúde".

 

As certezas enganadoras sobre os Outros
Editorial | Mário Santos
As certezas enganadoras sobre os Outros

No processo de reflexão da minha prática clínica, levo em conta para além do meu índice de desempenho geral (IDG) e da satisfação dos meus pacientes, a opinião dos Outros. Não deixo, por isso, de ler as entrevistas cujos destaques despertam em mim o interesse sobre o que pensam e o que esperam das minhas funções, como médico de família. Selecionei alguns títulos divulgados pelo Jornal Médico, que mereceram a minha atenção no último ano: