Centro Hospitalar da Cova da Beira: laboratório de análises do aberto ao sábado
DATA
11/02/2014 15:07:01
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Centro Hospitalar da Cova da Beira: laboratório de análises do aberto ao sábado

[caption id="attachment_6644" align="alignleft" width="300"]centrohospitalardacovadabeira "Queremos dar a possibilidade ao cidadão que tem vida activa profissional de não ter de estar a utilizar o seu tempo de trabalho para vir fazer as respectivas análises quando necessita de as fazer", explicou o presidente do conselho de Administração do CHCB, Miguel Castelo Branco[/caption]

O laboratório de análises do Centro Hospitalar da Cova da Beira (CHCB) vai passar a estar aberto ao sábado de manhã como forma de facilitar o acesso ao serviço por parte dos utentes, anunciou hoje aquela unidade hospitalar.

"Queremos dar a possibilidade ao cidadão que tem vida activa profissional de não ter de estar a utilizar o seu tempo de trabalho para vir fazer as respectivas análises quando necessita de as fazer", explicou o presidente do conselho de Administração do CHCB, Miguel Castelo Branco.

Este responsável adiantou que o alargamento de horário foi sugerido pelo próprio serviço, na sequência de um inquérito de satisfação realizado junto dos utentes.

"Nós vamos tentando saber quais são as necessidades que os utentes e potenciais utilizadores do serviço de saúde vão sentindo e, no caso, o que foi dito pelos inquiridos é que achavam que seria boa ideia que o serviço funcionasse ao sábado. Portanto, o serviço predispôs-se a fazer isso e avançámos", acrescentou.

Miguel Castelo Branco esclareceu ainda que o processo não implica a contratação de mais profissionais e que "do ponto de vista organizativo não é muito complicado visto que depende da essencialmente boa vontade dos profissionais envolvidos", já demonstrada pelos mesmos. O novo horário passa a entrar em vigor já no sábado.

De acordo com o CHCB, o inquérito que deu origem a esta alteração foi realizado naquele serviço em maio de 2013 e revelou um grau de satisfação global de 96%.

Responderam ao inquérito 504 utentes, 314 do sexo feminino e 175 do sexo masculino.

COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas

Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência terminou e o estado de calamidade passou, mas o problema de saúde mantem-se ativo. É urgente encontrar uma visão inovadora e adotar uma nova estratégia. As unidades de saúde precisam de encontrar respostas adequadas e seguras.

Mais lidas