Dados informáticos dos CS de Castelo Branco comprometidos após um mês de avaria
DATA
25/07/2014 11:37:25
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Dados informáticos dos CS de Castelo Branco comprometidos após um mês de avaria

Informática

Os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) confirmam que o problema informático que afectou durante um mês os centros de saúde de Castelo Branco levou a perda de dados de utilizadores.

"A base de dados foi reposta e também toda a parte de infra-estruturas. Mas o problema foi grande e existem utilizadores que perderam dados" adiantou fonte oficial daquela estrutura.

Segundo a SPMS, estão ainda a tentar recuperar os dados perdidos por alguns dos utilizadores do sistema informático.

A mesma fonte esclareceu também que o problema não esteve relacionado com nenhum ataque de piratas informáticos.

"Posso garantir que o problema no sistema informático dos centros de saúde de Castelo Branco não teve a ver com 'hackers'. Aquilo que se passou foi um 'crash' na base de dados e não foi possível recuperar por corrupção de ‘data files’", referiu à agência Lusa a mesma fonte.

Garantiu ainda que se tratou de uma intervenção "complexa" no sistema informático, mas disse que da parte dos SPMS "está tudo regularizado".

O alegado ataque de piratas informáticos ao sistema chegou a ser falado na sessão pública da Câmara de Castelo Branco, realizada no dia 18 de Julho, por um vereador do PSD.

Os dois centros de saúde de Castelo Branco estiveram sem sistema informático quase um mês, situação que causou imensos transtornos, não só aos utentes como também aos profissionais de saúde.

A direcção distrital do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas emitiu também um comunicado, através do qual, além de várias críticas, manifestou preocupação com os dados clínicos dos utentes e lamentou o facto de ninguém esclarecer o assunto.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas