Alcobaça e Pombal: hospitais recebem acreditação internacional pela primeira vez
DATA
17/11/2015 10:54:00
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Alcobaça e Pombal: hospitais recebem acreditação internacional pela primeira vez

gestoreshospitalares

Os hospitais de Alcobaça e de Pombal receberam pela primeira vez a acreditação internacional em saúde pela agência Joint Commission International (JCI), anunciou hoje o Centro Hospitalar de Leiria (CHL).

Em comunicado, o CHL refere que a agência da área da saúde, que avalia procedimentos e instalações e verifica o cumprimentos de normas internacionais, reacreditou o Hospital de Santo André, em Leiria, e acreditou pela primeira vez o Hospital Distrital de Pombal e o Hospital de Alcobaça Bernardino Lopes de Oliveira.

Entre as áreas abrangidas pela acreditação da JCI estão Acesso e continuidade dos cuidados, Direitos do doente e da família, Avaliação do doente, Cuidados prestados ao doente, Educação do doente e da família, Melhoria da qualidade e segurança do doente e Prevenção e controlo da infeção.

Governação, chefias e direção, Gestão e segurança das instalações, Qualificações e formação do pessoal, Gestão da comunicação e da informação, Cuidados anestésicos e cirúrgicos e Gestão e utilização da medicação são as restantes áreas abrangidas pela certificação.

"Somos inequivocamente uma referência regional e nacional pela qualidade do trabalho que efetuamos, mais eficiente, humanizado, mais seguro e que merece a confiança dos cidadãos", destacou o presidente do conselho de administração do CHL, Hélder Roque, citado na nota de imprensa.

Segundo o responsável, os hospitais de Alcobaça e Pombal "atravessavam problemas e dificuldades complicadas e que hoje, graças a uma gestão rigorosa e um projeto estratégico, estão acreditados e reconhecidos por uma entidade internacional de enorme prestígio".

COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas

Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência terminou e o estado de calamidade passou, mas o problema de saúde mantem-se ativo. É urgente encontrar uma visão inovadora e adotar uma nova estratégia. As unidades de saúde precisam de encontrar respostas adequadas e seguras.

Mais lidas