Ovar: unidade de saúde reduz horário para “melhorar qualidade”
DATA
31/08/2016 13:09:00
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Ovar: unidade de saúde reduz horário para “melhorar qualidade”

horas-extras

A unidade de saúde de S. Vicente Pereira, em Ovar vai adotar, a partir de amanhã, um horário reduzido em virtude do regime das 35 horas semanais, facto que a direção da estrutura atribui à intenção de “melhorar a qualidade” do serviço.

Em causa está, não um centro de saúde, como chegou a ser referido por autarcas locais, mas uma extensão da Unidade de Saúde Familiar (USF) Alpha, que, estando sediada na freguesia vizinha de Válega, destaca a sua própria equipa de profissionais para o atendimento em S. Vicente.

O coordenador da USF Alpha, Alcino Sousa Santos, fez saber através de um comunicado que, "tendo em conta a mudança para 35 horas [laborais] semanais dos enfermeiros e secretários clínicos”, foi entendido que “seria este o momento indicado para fazer mudanças (…) urgentes para melhorar a qualidade em saúde”.

O responsável acrescentou ainda que as mudanças operadas em S. Vicente visam dois objetivos concretos: "Responder aos horários de 35 horas e à necessidade de mudar formas de trabalho para dar cumprimento aos critérios de qualidade assistencial para podermos ser a Unidade Saúde Familiar modelo B que somos e, também porque, muito em breve, iniciaremos o processo de candidatura à Acreditação pelo Instituto da Qualidade em Saúde."

No que diz respeito à equipa de profissionais disponível para assegurar o trabalho nas duas localidades, fonte oficial da Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro informou que a equipa disponível para S. Vicente Pereira se manterá, dispondo de um total de seis médicos, seis enfermeiros e cinco administrativos.

Em comunicado, Alcino Sousa Santos referiu que "os médicos que dão consultas no polo também têm que dar consultas na sede" e "não reduziram o horário assistencial - o local onde dão as suas consultas é que se alterou".

Os utentes de S. Vicente terão, assim, "a sua assistência em termos de serviços mínimos garantida", mesmo que possam ter que procurar atendimento na sede de Válega, que se manterá operacional das 08:00 às 20:00 [horas] de segunda a sexta-feira.

"Já neste momento muitos utentes moradores em S. Vicente optam por ter consulta ou tratamento na sede em Válega, sem que isso alguma vez tivesse sido motivo de desagrado ou complicações", sublinhou o coordenador geral da USF.

Para a ARS Centro, por sua vez, independentemente do horário de funcionamento que venha a ser adotado no polo de S. Vicente, "qualquer remodelação ou reestruturação tem como objetivo primeiro garantir uma melhor acessibilidade dos seus utentes aos cuidados de saúde, tendo sempre presente os conceitos de proximidade, disponibilidade e qualidade dos serviços".

A anunciada candidatura da USF Alpha à acreditação internacional resultará, também, do facto de que essa "tem dos melhores índices de desempenho a nível da região Centro". Nesse território, só sete das 60 USF tuteladas pela ARS estão acreditadas e, obtendo a de Válega idêntico reconhecimento, será a primeira a consegui-lo entre as 19 do Baixo Vouga.

No início desta semana, a Junta da União de Freguesias de Ovar já havia criticado as alterações introduzidas no referido polo da USF Alpha, defendendo que essas causariam "graves prejuízos aos seus utentes e a toda a população de S. Vicente Pereira". Também a Concelhia local do PSD apontava a medida como "mais uma decisão irresponsável no setor da Saúde".

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas