Urgência pediátrica de Torres Vedras encerrada à noite até 15 de janeiro
DATA
02/01/2017 11:13:29
AUTOR
Jornal Médico
Urgência pediátrica de Torres Vedras encerrada à noite até 15 de janeiro

A urgência pediátrica de Torres Vedras está encerrada entre as 21:00 e as 9:00 horas nas duas primeiras semanas do ano devido à falta de médicos, de acordo com um aviso afixada pelo Centro Hospitalar do Oeste.

"Em face da falta de recursos humanos médicos da especialidade de Pediatria na unidade de Torres Vedras, a urgência da pediatria desta unidade encontra-se encerrada durante o período noturno", informa o Centro Hospitalar do Oeste (CHO) no aviso.

A medida entrou em vigor no domingo, primeiro dia do ano, e vai manter-se até 15 de janeiro, altura em que o centro hospitalar promete fazer "uma reavaliação da situação".

No aviso afixado à porta da urgência, o CHO esclarece que o encerramento é "temporário" e que as crianças e jovens que necessitem de recorrer ao serviço nesse período vão ser "avaliadas clinicamente nas instalações da urgência pediátrica por um médico de clínica geral", que "poderá solicitar a observação por pediatras da unidade de Caldas da Rainha".

O CHO, do qual fazem parte os hospitais de Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, serve 293 mil habitantes dos concelhos do Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Óbidos, Peniche, Torres Vedras e parte de Alcobaça e de Mafra.

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas