Ministro faz saldo positivo apesar da forte afluência a serviços de urgência
DATA
04/01/2017 09:29:56
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Ministro faz saldo positivo apesar da forte afluência a serviços de urgência

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, afirmou ontem que há uma “grande” afluência de pessoas aos serviços de urgências, mas “as coisas estão a correr muito bem”.

“Temos dezenas de unidades hospitalares e centenas de centros de saúde e o que verificamos é que este ano as coisas estão a correr muito bem, com o esforço enorme dos profissionais de saúde”, afirmou em declarações proferidas à margem da tomada de posse dos Corpos Gerentes da Misericórdia do Porto.

O governante frisou que, sempre que alguma coisa corre menos bem, há a intervenção imediata das direções dos hospitais e das administrações regionais de saúde para corrigir o que há para corrigir.

“Temos hoje o maior número de médicos no Sistema Nacional de Saúde de que há memória, temos mais enfermeiros, estamos a investir nos equipamentos e estamos a criar condições para que o inverno passe e as pessoas sejam bem acolhidas”, salientou, referindo que é objetivo do Ministério da Saúde que a população tenha, ano após ano, mais condições.

O objetivo do Ministério da Saúde é que a população tenha, ano após ano, mais condições, sustentou. Face ao aumento da atividade gripal, vários centros de saúde do país alargaram o horário dos Serviços de Atendimento de Situações Agudas (SASU) para responder à procura.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas