Centros de saúde de Lisboa Central e Loures/Sacavém vão realizar exames de Cardiologia
DATA
12/01/2017 10:15:53
AUTOR
Jornal Médico
Centros de saúde de Lisboa Central e Loures/Sacavém vão realizar exames de Cardiologia

Os centros de saúde de Lisboa Central e de Loures/Sacavém vão disponibilizar exames complementares de diagnóstico em Cardiologia a partir de março, no âmbito de um projeto-piloto que decorrerá este ano e que poderá ser expandido a outras unidades.

De acordo com um despacho assinado pelo secretário de Estado adjunto e da Saúde, publicado hoje em Diário da República, estes Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) vão poder realizar exames complementares de diagnóstico no âmbito da Cardiologia, designadamente dos exames de eletrocardiografia convencional, monitorização eletrocardiográfica ambulatória e monitorização ambulatória de pressão arterial.

No âmbito deste projeto-piloto irá ser desenvolvido um centro de leitura remota desses exames.

Atualmente, os meios auxiliares de diagnóstico e de terapêutica na área da cardiologia, prescritos pelos cuidados de saúde primários a utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS), são efetuados em entidades convencionadas ou nos hospitais públicos.

“Assiste-se ao facto de que os serviços hospitalares de Cardiologia do SNS dispõem hoje de uma capacidade técnica, humana e científica de análise e tratamento de informação relativa a exames complementares de diagnóstico que urge aproveitar, constituindo-se como potencial de suporte aos cuidados de saúde primários na implementação de projetos que visem o aumento da sua resolução, incorporando novas tecnologias de informação facilitadoras de respostas mais precoces”, lê-se no despacho.

O Ministério da Saúde pretende “aproveitar a capacidade técnica existente nos recursos do SNS de forma a avaliar a internalização desta prestação de meios auxiliares de diagnóstico e terapêutica, permitindo assim uma eventual redução de custos face aos valores despendidos atualmente com a sua aquisição a entidades fora do SNS, bem como terminar com a eventual duplicação destes exames quando os utentes recorrem aos hospitais, aproveitando a disponibilização dos resultados na Plataforma de Dados em Saúde”.

A implementação da realização dos exames nos ACES abrangidos pelo projeto-piloto terá de ocorrer até 31 de março, entrando o despacho em vigor na próxima sexta-feira.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas