João França na Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos
DATA
16/01/2017 12:58:35
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


João França na Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos

A pedido do Dr. João França Gouveia, candidato a bastonário do Ordem dos Médicos, o Jornal Médico publica a informação recebida.

"Caros Jornalistas,

C/C:

  • Candidatos a bastonário
  • Dirigentes da Ordem dos Médicos

Apesar do meu pedido, feito no passado dia 11, a Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos (SRNOM) ainda não divulgou junto dos seus inscritos a minha presença - na qualidade de candidato a bastonário - na SRNOM, presença oficialmente autorizada e agendada para a próxima Segunda-feira, dia 16 às 18:00, para uma apresentação da minha candidatura.

Por razões que não consigo entender, e que estão documentadas (...), os médicos inscritos na SRNOM não teriam a oportunidade de serem presencialmente esclarecidos sobre os Programas de ação dos seus candidatos a bastonário.

Em conformidade com a mensagem que enviei aos dirigentes da Ordem dos Médicos, venho então solicitar-vos – a menos de 24 horas do início da essão - que, através dos meios de Comunicação Social, essa divulgação se possa fazer. 

Numa derradeira tentativa de ainda se conseguir na SRNOM um debate organizado em moldes semelhantes aos que decorreram nas outras 2 Regiões – Centro e Sul -, com a presença dos 4 candidatos, torno também público o desafio que, pessoalmente, já lhes dirigi: 

  • Que, no mesmo dia, e à mesma hora, possam estar na SRNOM - presencialmente ou através de teleconferência - para um debate a 4.

Em qualquer circunstância, confirmo que estarei, pessoalmente, presente na SRNOM - para apresentação da minha candidatura e para responder às questões que os colegas inscritos na SRNOM me queiram colocar – amanhã, às 18:00.

Convicto de estar a cumprir o dever cívico de promover um processo eleitoral transparente, subscrevo-me com os meus melhores cumprimentos.

João França Gouveia"

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas