ARS Centro assina acordo para novos edifícios de unidades de saúde em Leiria
DATA
17/01/2017 12:19:39
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

ARS Centro assina acordo para novos edifícios de unidades de saúde em Leiria

A Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) e a Câmara de Leiria celebraram ontem protocolos de cooperação para construírem novos edifícios para instalar duas unidades de saúde do concelho, num investimento superior a um milhão de euros.

A ARSC e a Câmara Municipal de Leiria celebraram "protocolos de cooperação técnica e financeira para a construção dos novos edifícios para instalar as unidades de saúde de Monte Real-Carvide e Cortes", num futuro investimento superior a um milhão de euros, que será objeto de candidatura a fundos comunitários, informou a administração regional, em comunicado enviado hoje à agência Lusa.

De acordo com a ARSC, as intervenções vão beneficiar "cerca de nove mil utentes dos cuidados de saúde primários da zona do Pinhal Litoral".

No âmbito do acordo, o município de Leiria vai disponibilizar os terrenos para a construção dos edifícios e "apresentar as candidaturas" ao programa de fundos comunitários para o financiamento das obras.

Por sua vez, a ARSC fica "responsável pela elaboração do programa funcional das unidades de saúde e pelo acompanhamento da elaboração do projeto de execução e respetiva aprovação, ficando igualmente responsável pelo equipamento após a conclusão das obras".

Segundo a nota da administração regional de saúde, os novos edifícios serão propriedade do município, "sendo cedida a sua utilização gratuita à ARSC por um período de 20 anos, renováveis, através da celebração de um protocolo de comodato".

“A manutenção e conservação dos imóveis serão competência da administração regional”, informou.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas