Malária: Combinação de duas proteínas do parasita promissora para vacina eficaz
DATA
10/02/2017 11:20:21
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Malária: Combinação de duas proteínas do parasita promissora para vacina eficaz

A combinação de duas proteínas do parasita da malária pode servir de base para uma vacina eficaz contra a doença, revela um estudo publicado hoje na revista Nature Communications.

O estudo, conduzido pelo Instituto Wellcome Trust Sanger, do Reino Unido, concluiu que uma proteína que existe na superfície do parasita – a P113 – captura uma outra proteína – a RH5 – e forma uma “ponte” molecular entre o parasita e o glóbulo vermelho.

Por isso, uma vacina que combine a RH5, a P113 e outras proteínas poderá ser mais eficaz, defendem os cientistas.

Numa investigação anterior, peritos do mesmo instituto descobriram que, para invadir os glóbulos vermelhos, o parasita da malária, o 'Plasmodium', necessita da proteína RH5 para ligar-se a um recetor na superfície das células sanguíneas.

Contudo, desconheciam como a RH5 estava ligada à superfície do parasita.

Os cientistas descobriram agora que a RH5 liga-se a um recetor nos glóbulos vermelhos quando é “apanhada” à superfície do parasita pela P113, permitindo que o Plasmodium invada as células sanguíneas.

Em teoria, de acordo com um dos autores do estudo, Julian Rayner, um anticorpo que bloqueie a P113 poderá impedir a ação da RH5 e evitar que o parasita ataque os glóbulos vermelhos.

O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo
Editorial | Jornal Médico
O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo

O Novo Livro Azul da APMGF é um desejo e uma necessidade. Volvidos 30 anos é fácil constatar que todos os princípios e valores defendidos no Livro Azul se mantêm incrivelmente atuais, apesar da pertinência do rejuvenescimento que a passagem dos anos aconselha. É necessário pensar, idealizar e projetar a visão sobre os novos centros de saúde, tendo em conta a realidade atual e as exigências e necessidades sentidas no futuro que é já hoje. Estamos a iniciar um novo ciclo!

Mais lidas