Governo português revela disponibilidade para acolher Agência Europeia do Medicamento no país
DATA
13/02/2017 10:31:43
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Governo português revela disponibilidade para acolher Agência Europeia do Medicamento no país

O Governo anunciou, na passada sexta feira, estar disponível para acolher a Agência Europeia do Medicamento, atualmente localizada no Reino Unido. Adalberto Campos Fernandes deverá deslocar-se esta segunda-feira a Londres para visitar aquele organismo.

“Considerando a eventual saída do Reino Unido da União Europeia e a consequente relocalização das agências europeias existentes naquele país, Portugal está disponível para acolher, em Lisboa, a sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA), atualmente sediada em Londres”, referiu a Secretaria de Estado dos Assuntos Europeus, em comunicado.

Segundo a nota, na segunda-feira, o ministro da Saúde e a secretária de Estados dos Assuntos Europeus, Margarida Marques, vão deslocar-se a Londres para visitar a agência, acompanhados por membros do conselho diretivo do INFARMED.

“Convictos de que Lisboa é a cidade mais adequada para esta relocalização, o Governo português irá transmitir os méritos da capital portuguesa e assegurar o empenho nacional num rápido processo de transição que minimize o impacto das atividades regulares da EMA, essenciais à proteção da saúde pública nos 28 estados-membros da União Europeia, bem como nos países do Espaço Económico Europeu”, sublinhou.

A EMA, fundada em 1993, tem como missão promover a excelência científica na avaliação, supervisão e monitorização da segurança dos medicamentos desenvolvidos por empresas farmacêuticas e cuja utilização se destina à União Europeia.

DESconfinar sem DISconfinar: Um desafio para inovar e aproveitar a oportunidade
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
DESconfinar sem DISconfinar: Um desafio para inovar e aproveitar a oportunidade
Depois de três meses de confinamento é necessário aceitarmos a prudência de DES”confinar sem DISconfinar. Não vamos querer “morrer na praia”! As aprendizagens da pandemia Covid-19 são uma ótima oportunidade para acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência e o estado de calamidade ensinaram-nos muito! É necessário desconfinar o centro de saúde com uma nova visão e reinventar o conceito com unidades de saúde aprendentes e inovadoras.

Mais lidas