Hospital de Guimarães abre 26 novas camas
DATA
22/02/2017 11:09:44
AUTOR
Jornal Médico
Hospital de Guimarães abre 26 novas camas

O Hospital da Senhora da Oliveira, em Guimarães, abriu uma nova área com 26 camas para internamento. Esta novidade justifica-se com o maior número de acesso de cidadãos ao Hospital verificado ao longo do ano 2016, continuando no início do corrente ano. Como divulgado anteriormente, o número de acessos demonstra que, para a mesma capacidade instalada, tem existido uma maior pressão sobre o internamento, sobretudo com entrada de doentes via serviço de urgência.

Trata-se de um investimento próprio do Hospital e que corresponde a uma ampliação efetiva das suas instalações, uma área construída junto ao Serviço de Medicina Física e Reabilitação. Com este aumento da capacidade, procura-se também reduzir a necessidade de recurso a camas supletivas contratadas ao exterior (75 camas durante o ano 2016) e garantir melhores condições hoteleiras para os doentes.

Em comunicado de imprensa enviado ao Jornal Médico, fonte do hospital reitera a necessidade de contactar a Linha Saúde 24 (808 24 24 24), e caso de doença, “em vez de se dirigirem ao serviço de urgência do Hospital. Se forem encaminhados para um serviço de urgência pela linha serão atendidos mais rapidamente e terão isenção de taxas moderadoras. Em alternativa a esta linha devem contactar ou dirigir-se ao seu centro de saúde que está habilitado para os atender”.

DESconfinar sem DISconfinar: Um desafio para inovar e aproveitar a oportunidade
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
DESconfinar sem DISconfinar: Um desafio para inovar e aproveitar a oportunidade
Depois de três meses de confinamento é necessário aceitarmos a prudência de DES”confinar sem DISconfinar. Não vamos querer “morrer na praia”! As aprendizagens da pandemia Covid-19 são uma ótima oportunidade para acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência e o estado de calamidade ensinaram-nos muito! É necessário desconfinar o centro de saúde com uma nova visão e reinventar o conceito com unidades de saúde aprendentes e inovadoras.

Mais lidas