Governo destaca papel do CHUC na modernização dos serviços de saúde
DATA
24/02/2017 09:51:31
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Governo destaca papel do CHUC na modernização dos serviços de saúde

O secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, elogiou o papel do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) na modernização dos modelos de prestação de serviços de saúde através da Telemedicina.

Para o governante, a Telemedicina "evita que os doentes tenham de circular pelo país, oferece vantagens do ponto de vista económico, permite mais conforto e bem-estar dos doentes e, mais do que isso, torna mais rápida a realização dos diagnósticos e a instituição das terapêuticas".

As declarações de Manuel Delgado surgem no seguimento de uma visita ao CHUC, em que assistiu à consulta de Cardiologia por Telemedicina, entre o Serviço de Cardiologia B do polo Hospital Geral e a extensão de saúde de Granja do Ulmeiro, do Centro de Saúde de Soure, e à inauguração da consulta de hematologia clínica com o Centro Hospitalar Cova da Beira.

"Os CHUC estão de parabéns por todo este modelo que tem desenvolvido a par com os cuidados primários e com outros hospitais da região", sublinhou o governante.

Salientando que a Telemedicina é uma aposta da tutela, o secretário de Estado da Saúde disse que dará "todo o contributo que seja possível para que estes projetos vão para a frente, porque são projetos reprodutivos, na medida em que se pagam por si próprios, na medida em que vão a jusante a economizar dinheiro em custos de transportes, de tratamentos e de consultas sucessivas que são evitadas".

"Temos os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) fortemente empenhados em apoiar com as tecnologias necessárias. E a experiência que tivemos hoje mostrou que o sistema funciona muito bem, sem falhas, nem de imagem nem de som”, referiu.

Aos jornalistas, Manuel Delgado mencionou ainda que a tutela pretende incentivar todas as iniciativas hospitalares neste tipo de projetos, que "tem de nascer de baixo para cima" e que "do ponto de vista estratégico são soluções que se desejam implementar em todo o país".

Para o secretário de Estado da Saúde, a não dispersão de recursos "que é permitida por este modelo da teleconsulta é logo um fator de poupança, de economia de meios, e portanto, isto vai obrigar a alguma concentração de meios nos meios de referência".

O governante anunciou ainda que o Ministério "está a criar um modelo de incentivos justamente para áreas que nos hospitais possam ter uma massa crítica, uma qualidade e uma diferenciação que projetem a sua imagem e capacidade de trabalho para fora dos seus muros".

"Esses incentivos, que são os chamados centros de responsabilidade integrada, dados a essas equipas, serão uma mais-valia económica para os próprios profissionais, mas são, sobretudo, um fator de atratividade para esses centros e de promoção dentro dos próprios hospitais e na região", sublinhou.

O secretário de Estado da Saúde visitou ainda as obras de requalificação do serviço de hematologia clínica, cujo investimento rondou os 160 mil euros, e do Hospital de Dia do serviço de neurologia, remodelado e ampliado ao abrigo do mecenato, ambas no polo do hospital universitário.

Ainda no contexto da visita, o secretário de Estado da Saúde, inaugurou a exposição "135 anos de ensino de Enfermagem em Coimbra", promovida pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e que se encontra patente ao público no átrio principal do polo do hospital universitário.

O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo
Editorial | Jornal Médico
O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo

O Novo Livro Azul da APMGF é um desejo e uma necessidade. Volvidos 30 anos é fácil constatar que todos os princípios e valores defendidos no Livro Azul se mantêm incrivelmente atuais, apesar da pertinência do rejuvenescimento que a passagem dos anos aconselha. É necessário pensar, idealizar e projetar a visão sobre os novos centros de saúde, tendo em conta a realidade atual e as exigências e necessidades sentidas no futuro que é já hoje. Estamos a iniciar um novo ciclo!

Mais lidas