CDS alerta para “graves problemas” no setor da saúde
DATA
16/05/2017 10:16:43
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


CDS alerta para “graves problemas” no setor da saúde

A deputada do CDS-PP Isabel Galriça Neto alertou ontem para a existência de “graves problemas” na saúde em Portugal e apelou a medidas do Governo socialista, salientando o cancelamento de cirurgias devido à falta de “mais de 100 anestesistas”.

“Isto é a evidência daquilo que o CDS tem vindo a denunciar de falta de compromisso e de falta de acesso aos cuidados de saúde por parte dos portugueses, contrariando aquilo que o primeiro-ministro e o ministro da Saúde têm dito”, afirmou a parlamentar.

Segundo a deputada centrista, é necessário “rever grelhas salariais” e é “urgente que se retomem as negociações” com os profissionais de saúde.

“Está tudo muito longe de estar bem na saúde em Portugal e é preciso tomar medidas. A juntar a este problema, se juntarmos a questão do endividamento e de greves neste setor em que, de todo, os recursos humanos estão satisfeitos, lamentavelmente temos mesmo de dizer que há problemas graves e não pode servir e desculpabilizar-se com questões do passado”, vincou.

Nas palavras de Isabel Galriça Neto, “é preciso fixar os novos especialistas e desenvolver modelos de contratação para que as pessoas possam ficar a trabalhar no Serviço Nacional de Saúde”, em detrimento do recurso a empresas de trabalho temporário.

A "hiperventilação" dos Cuidados de Saúde Primários
Editorial | Joana Romeira Torres
A "hiperventilação" dos Cuidados de Saúde Primários
A Organização Mundial de Saúde alude que os Cuidados de Saúde Primários (CSP) são cruciais para a obtenção de promoção da saúde a nível global. Neste sentido, a Organização Mundial dos Médicos de Família (WONCA) tem estabelecido estratégias que têm permitido marcar posição dos mesmos na comunidade médica geral.

Mais lidas