Jornal Médico Grande Público

Mais de metade dos portugueses já têm boletim de vacinas digital
DATA
24/07/2017 09:35:36
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Mais de metade dos portugueses já têm boletim de vacinas digital

Mais de metade dos portugueses têm já o seu boletim de vacinas digital, que pode ser consultado on-line e possibilita a médicos e enfermeiros aceder à vacinação do utente em todo o Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) adiantou à Agência Lusa que já foram migrados para uma base de dados nacional os boletins de vacinas de mais de metade da população.

Henrique Martins espera ter concluído todo o processo até outubro, indicando que os serviços se estão a esforçar para que o processo esteja terminado ainda um pouco mais cedo, para coincidir com o início do ano letivo.

Com o registo eletrónico da vacinação, o boletim de vacinas passa a poder ser consultado on-line pelo cidadão, desde que esteja registado na área do cidadão do Portal do SNS. Até ao momento, há cerca de 1,6 milhões de utentes inscritos.

Também médicos e enfermeiros podem aceder a esse registo eletrónico das vacinas em qualquer unidade do SNS.

Numa urgência, por exemplo, pode ser fundamental um médico saber se o doente tem a vacina do tétano em dia. Este registo eletrónico visa ainda permitir que o utente faça a sua vacina em qualquer centro de saúde do país.

A migração de todos os dados para uma base nacional é uma tarefa complexa, explica o presidente dos SPMS, porque envolve muitos boletins de vacina, que estavam registados em sistemas antigos, ao que acresce o facto de muitos portugueses terem vacinas registadas em mais do que um centro de saúde, dado que ao longo da vida foram mudando de local de residência.

Relatório Primavera: verdades e consequências
Editorial
Rui Nogueira
Relatório Primavera: verdades e consequências

“Ó Costa aguenta lá o SNS” foi o pedido de António Arnaut em maio do ano passado, poucos dias antes de nos deixar. Mas o estado da saúde em Portugal está mal ou bem ou vai indo? Está melhor ou pior? O SNS dá as respostas úteis às necessidades de saúde da população? O Relatório de Primavera ajuda a fazer interpretações fundamentadas.

news events box

Mais lidas