SRCOM elogia auditoria ao acesso a cuidados de saúde

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) elogiou a decisão do Ministério da Saúde de avançar com uma auditoria interna à Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS).

Em comunicado enviado à Agência Lusa, a estrutura regional da Ordem dos Médicos, presidida por Carlos Cortes, realça que o ACSS é “precisamente o organismo visado pelo Tribunal de Contas na manipulação dos indicadores dos tempos de espera de consultas hospitalares e cirurgias programadas”.

“Em nome da verdade, é urgente conhecer os números mesmo antes do resultado das averiguações do grupo técnico independente criado para avaliar os sistemas de informação na saúde”, defende o presidente da SRCOM, citado na nota.

Para Carlos Cortes, “é imperioso conhecer a realidade da região Centro” nesta matéria.

“A auditoria do Tribunal de Contas veio dar razão às nossas denúncias. É crucial que os dados de acesso aos cuidados de saúde sejam fiáveis. Não podemos desvalorizar o sofrimento dos doentes com manobras administrativas e é fundamental que o Ministério da Saúde não corte a sua relação de verdade com os portugueses”, sublinha.

A SRCOM “insiste no pedido de divulgação dos indicadores corretos” dos tempos de espera de consultas hospitalares e cirurgias programadas no Serviço Nacional de Saúde.

2020: Linhas de provocação de uma nova década com novas obrigações para novos contextos
Editorial | Rui Nogueira
2020: Linhas de provocação de uma nova década com novas obrigações para novos contextos

Este ano está quase a terminar e uma nova década vai chegar. O habitual?! Veremos! Na saúde temos uma viragem em curso e tal como há 40 anos, quando foi fundado o Serviço Nacional de Saúde (SNS), há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções.

Mais lidas