São Francisco Xavier: surto de legionella teve origem em torre de refrigeração
DATA
29/11/2017 15:45:26
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



São Francisco Xavier: surto de legionella teve origem em torre de refrigeração

A diretora-geral da Saúde garantiu, hoje, que o único local do Hospital de São Francisco Xavier onde se encontrou a bactéria legionella do mesmo tipo que infetou os doentes foi a torre de refrigeração da unidade de saúde.

Graça Freitas sublinhou, assim, que a infeção teve origem na torre de refrigeração, apesar de admitir que ainda há análises a decorrer.

Os técnicos que investigaram o surto de legionella no Hospital de São Francisco Xavier  encontraram deficiências na manutenção das torres de arrefecimento e detetaram condições de conservação propícias ao desenvolvimento de bactérias. Das análises efetuadas, concluiu-se que o genoma detetado na torre de refrigeração era o mesmo que havia sido detetado nos doentes.

Em resposta aos deputados na comissão parlamentar de Saúde, Graça Freitas admitiu que foram encontradas, nos equipamentos do hospital onde surgiu o surto, “condições de conservação que seriam propícias ao desenvolvimento de bactérias”. Já sobre a causa concreta, refere que “obviamente terá havido uma falha”, mas sublinha que o tipo de falha terá de ser investigado pelo Ministério Público.

Crónicas de uma pandemia anunciada
Editorial | Jornal Médico
Crónicas de uma pandemia anunciada

Era 11 de março de 2020, quando a Organização Mundial de Saúde declarou o estado de Pandemia por COVID-19 e a organização dos serviços saúde, como conhecíamos até então, mudou. Reorganizaram-se serviços, redefiniram-se prioridades, com um fim comum: combater o SARS-CoV-2 e evitar o colapso do Serviço Nacional de Saúde, que, sem pandemia, já vivia em constante sobrecarga.

Mais lidas