Petição pelo Dia Nacional da Esperança chega à Assembleia da República
DATA
02/02/2018 11:22:10
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Petição pelo Dia Nacional da Esperança chega à Assembleia da República

Mais de sete mil assinaturas foram recolhidas pelo Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO-Porto), no âmbito de uma petição pela criação do Dia Nacional da Esperança. O documento será formalmente entregue hoje, na Assembleia da República, enquadrado no Dia Mundial da Luta Contra o Cancro, que se assinala a 4 de fevereiro.

Desde 2015, o IPO-Porto celebra, no primeiro dia da primavera, a Esperança, numa “iniciativa de portas abertas à sociedade, que conta com o apoio da Roche e que é protagonizada por profissionais de saúde, utentes do hospital, entidades oficiais, figuras públicas e muitos anónimos”, explicou a instituição em comunicado.

O presidente do conselho de administração do IPO-Porto, Laranja Pontes, refere que “a criação do Dia Nacional da Esperança representa uma oportunidade de lembrar de forma positiva os doentes, os profissionais de saúde e os cuidadores”. Um dia que, como defende, “simboliza, acima de tudo, a confiança no progresso científico e na capacidade de tratar o cancro cada vez com mais sucesso.”

A iniciativa contou com a participação de várias figuras públicas como Ana Bravo, Carla Ascensão, Jorge Gabriel e Miguel Guedes, que se associaram a este movimento e que foram os protagonistas do vídeo “Eu tenho Esperança”.

Governação Clínica
Editorial | Joana Romeira Torres
Governação Clínica

O Serviço Nacional de Saúde em Portugal foi criado e cresceu numa matriz de gestão napoleónica, baseada numa forte regulamentação, hierarquização e subordinação ao poder executivo, tendo como objeto leis e regulamentos para reger a atividade de serviços públicos no geral, existindo ausência de regulamentação relativa à sua articulação com os serviços sociais e económicos.

Mais lidas