Moody’s: envelhecimento da população pode pesar no rating de Portugal
DATA
06/02/2018 11:58:48
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Moody’s: envelhecimento da população pode pesar no rating de Portugal

O envelhecimento da população e a pressão que exerce sobre as contas públicas, nomeadamente sobre a saúde, traz desafios que podem prejudicar a avaliação do rating de Portugal, alertou a agência Moody’s.

Numa análise divulgada ontem, a agência de notação financeira lembra que a maioria dos países da União Europeia vai estar “superenvelhecida” em 2030, com mais de 20% da população a ter 65 anos ou mais, o que trará desafios aos serviços públicos de Saúde e à Segurança Social.

Segundo a Moody’s, que cita projeções da Comissão Europeia, Portugal, Malta, Eslováquia e Croácia são os países que vão assistir mais rapidamente a pressões do envelhecimento sobre os serviços de Saúde.

“A forma como os Governos adaptam os seus sistemas de cuidados com a Saúde ao envelhecimento da população vai tornar-se cada vez mais importante para a nossa avaliação orçamental e, em última análise, para a análise das dívidas públicas”, avisa a analista da Moody’s, Kathrin Muehlbronner, em comunicado.

Embora admita que alguns países iniciaram algumas reformas para melhorar a eficiência com os sistemas, a Moody’s considera que são necessárias mais reformas para acomodar o impacto orçamental da pressão sobre a despesa pública com o envelhecimento.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas