Políticas europeias para o cancro discutidas no Porto
DATA
12/02/2018 10:41:18
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Políticas europeias para o cancro discutidas no Porto

A cidade do Porto acolhe a primeira edição da Gago Conference on European Science Policy, na próxima quarta-feira.

“A debater as políticas europeias, com cientistas, estarão os Ministros da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e da Saúde, Manuel Heitor e Adalberto Campos Fernandes, respetivamente, e o Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas”, revelou o Serviço Nacional de Saúde (SNS) na sua página oficial.

Em cima da mesa estará a evolução das políticas de apoio à investigação em cancro, de modo que três em cada quatro doentes de cancro possam aspirar a ter perspetivas de vida a partir de 2030, explica.

A conferência, que terá lugar no Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (i3S), da Universidade do Porto, a partir das 9 horas, “será dedicada, assim, ao esforço que urge na Europa para promover a investigação clínica sobre o cancro, com vista a reduzir o seu impacto na sociedade”.

A 1.ª Gago Conference on European Science Policy é organizada por Mário Barbosa e Manuel Sobrinho Simões, ambos diretores do i3S. Inclui ainda a presença do diretor do European Research Council, Jean Pierre Bourgignon, assim como do diretor e principais dirigentes das instituições europeias envolvidas na rede Cancer Core Europe.

A conferência reunirá representantes de governos, das comunidades médicas, académicas e científicas, assim como de empresas no espaço europeu, tomando o nome de José Mariano Gago, “destacando o seu legado para o desenvolvimento do conhecimento, da ciência e tecnologia e da cultura científica na nossa sociedade”, sublinha o SNS.

800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas