INSA integra consórcio europeu que visa promoção de “Uma Só Saúde”
DATA
19/02/2018 17:02:23
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

INSA integra consórcio europeu que visa promoção de “Uma Só Saúde”

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), através dos seus Departamentos de Doenças Infeciosas, de Alimentação e Nutrição e de Epidemiologia, integra um consórcio europeu que tem como principal objetivo promover o conceito de “Uma Só Saúde”.

O projeto conta com a participação de 41 laboratórios e centros de investigação europeus, distribuídos por 19 Estados-membros, com reconhecidas funções de referência e que desenvolvem investigação nas áreas da saúde humana, saúde veterinária e alimentação, revelou o INSA em comunicado.

“Cofinanciado pela Comissão Europeia, no quadro do programa Horizon 2020 - Research and Innovation Framework Programme, o consórcio One Health EJP (European Joint Programme) pretende desenvolver uma investigação integrada de forma a alcançar avanços significativos nas áreas de zoonoses transmitidas por alimentos, resistência antimicrobiana e ameaças emergentes”, pode ler-se na nota emitida.

O projeto visa, assim, “reforçar a colaboração entre as várias instituições participantes, promovendo a cooperação transdisciplinar e a integração de atividades através de ações dedicadas, como projetos de investigação e projetos integrativos conjuntos, bem como formação e capacitação”.

O consórcio irá também interagir com os respetivos ministérios da Saúde, Agricultura e Ambiente dos países participantes, com um Conselho Consultivo Científico Externo e um Comité de Stakeholders, constituído por representantes do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) e da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA), entre outros. Coordenado pela Agência Francesa de Saúde Alimentar, Ambiental e Ocupacional (ANSES), o projeto One Health EJP tem início já este mês de fevereiro e terá a duração de cinco anos.

“O conceito ‘Uma Só Saúde’ reconhece que a saúde humana está relacionada com a saúde dos animais e do ambiente, ou seja, que a alimentação humana, a alimentação animal, a saúde humana e animal e a contaminação ambiental estão intimamente ligada”, esclareceu o INSA.

Crónicas de uma pandemia anunciada
Editorial | Jornal Médico
Crónicas de uma pandemia anunciada

Era 11 de março de 2020, quando a Organização Mundial de Saúde declarou o estado de Pandemia por COVID-19 e a organização dos serviços saúde, como conhecíamos até então, mudou. Reorganizaram-se serviços, redefiniram-se prioridades, com um fim comum: combater o SARS-CoV-2 e evitar o colapso do Serviço Nacional de Saúde, que, sem pandemia, já vivia em constante sobrecarga.

Mais lidas